Presidente Jair Bolsonaro planeja aumentar acesso ao Auxilio Brasil; Veja como o valor pode ficar.

 


As eleições estão próximas, para ser exato, para começar dentro de quatro meses. Perto do início do primeiro turno de votação -- que ocorrerá em outubro -- conversas nos bastidores dizem que o presidente Jair Bolsonaro planeja exceder o teto de gastos para estender o pagamento mensal do Brasil.


De acordo com as informações, a intenção é que o valor suba dos atuais R$400 para R$600. Em relação a essa alteração, o ministro da Economia, Paolo Guedes, se opôs a ela. Isso porque o programa social atende atualmente mais de 18 milhões de famílias em situação frágil, que já possuem gastos significativos.


O calendário de pagamentos de junho já começou.


Os pagamentos de auxílios brasileiros para junho começaram na última sexta-feira (17). Além disso, parte do vale-gás, distribuído a cada dois meses, também é emitida em um valor equivalente a 50% do preço médio nacional de 13 kg.


Os beneficiários podem consultar informações do programa através do App Assistance Brasil ou Caixa Tem. Ambos têm downloads disponíveis para dispositivos Android e iOS.


Por fim, é importante lembrar que o acesso ao auxílio brasileiro é proporcionado às famílias com renda per capita de R$105, enquadradas em extrema pobreza e até R$210, em situação de pobreza. Além disso, devem estar cadastrados no Cadastro Único (CadÚnico).


Valor da ajuda e gás aos brasileiros


Como mencionamos anteriormente, juntamente com a ajuda brasileira, o auxílio ao gás será pago. Isso porque, a R$53. Portanto, o valor total a ser recebido pode chegar a R$453. Atualmente, o programa atende cerca de 6 milhões de famílias.


Como recebo pagamentos?


De qualquer forma, o auxílio brasileiro será pago às famílias que atendam aos seguintes requisitos:


  • A ser cadastrado, pelo município, no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal;
  • a ser escolhido pelo Ministério da Nacionalidade;
  • Estar em extrema pobreza ou pobreza. Além disso, é essencial que as famílias pobres forneçam gestantes, lactantes (mães de enfermagem), crianças, adolescentes ou jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

Além disso, depois que as famílias podem obter ajuda brasileira, elas precisam cumprir os seguintes requisitos para continuar o programa:


  • Primeiro, o pré-natal;
  • Acompanhamento do calendário nacional de vacinação;
  • Monitoramento do estado nutricional;
  • A matrícula mínima da escola estabelecida no regulamento;
  • Matricular-se em uma instituição de ensino regular para jovens entre 18 e 21 anos.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem