5G no Brasil: Preciso substituir meu telefone com a chegada de nova tecnologia? Veja!




A chegada da rede 5G "pura" no Brasil, conhecida como autônoma, acontecerá oficialmente na quarta-feira, 6 de janeiro, marcando uma nova fase no setor de telecomunicações do país. A cidade que recebeu essa tecnologia pela primeira vez também foi escolhida e tornou-se Brasília.


Para entender o impacto, o 5G pode oferecer até 100 vezes a velocidade das redes 4G atuais. A versão pura desta tecnologia oferece latência muito rápida e baixa ao enviar e receber informações.


Em geral, novas redes garantem velocidades a partir de 1.000 megabits por segundo (Gbps), o que equivale a 1 megabit (Mbps). Atualmente, a velocidade média do 4G é de cerca de 13 Mbps, atingindo até 80 Mbps.


Preciso trocar de telefone para tirar vantagem do 5G?


Para garantir o acesso a uma rede puramente 5G sem interferência, precisamos de um smartphone que possa operar as novas frequências. Atualmente, mais de 50 modelos de dispositivos contam com tecnologias compatíveis para trazer o melhor em novas tecnologias.


Hoje, alguns dos telefones que oferecem esse recurso são os modelos iPhone 12 e 13 da Apple, Samsung S22 e versões dobráveis, além de dispositivos da empresa chinesa Realme.


E durante a transição do 4G para o 5G, para garantir que os consumidores não fiquem confusos, principalmente quando se trata de planos de operadoras, a Anatel está desenvolvendo diretrizes para proteger os usuários na contratação de novos pacotes.


Segundo a Anatel, seu objetivo é entregar o 5G de forma eficaz e transparente ao Brasil. Para isso, o tema será incorporado ao Regulamento Geral dos Direitos dos Consumidores de Telecomunicações (RGC), atualmente em análise pelo Conselho de Administração da Comissão.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem