Atenção consumidores! Cerveja deve ficar mais cara em Agosto, apostam os empresários do setor. Veja detalhes




Mesmo a cerveja, a bebida alcoólica mais popular entre os brasileiros, não escapou da onda de aumento. Em Agosto, espera-se que seja mais caro. Os proprietários de bares e restaurantes já anunciaram que devem repassar o aumento para seus clientes, especialmente com alimentos caros que tornaram o cardápio muito mais caro.


Segundo empresários do setor, o aumento dos alimentos também tem afetado o negócio. Como tal, diante de tantos altos, é impossível não repassar custos para o consumidor final.


Cerveja mais cara


De acordo com a previsão do setor cervejeiro, a variação de preços deve chegar no início deste ano. Normalmente, os ajustes são feitos entre Setembro e Outubro.


Só agora em 2022 a cerveja deve ficar ainda mais cara em agosto. Os empresários afirmam ter lidado com o aumento para atrair clientes com a retomada dos serviços após a pandemia COVID-19.


Mas os fatos são claros. Enfrentando tantas alturas, mesmo os alimentos mais básicos, deve ser difícil para os clientes surfarem nas ondas sem sequer sentir um pouco do aumento.


Segundo dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), a cerveja é responsável por 20 a 60% da receita de bares e restaurantes. Claro, essa variação leva em conta o perfil de cada local.


Apesar das previsões dos trabalhadores do setor, o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv) ainda não comentou sobre a possibilidade de aumento de preços. Também disse que não posiciona a relação comercial entre fabricantes e clientes.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem