Auxílio de R$ 600 será pago a quem tem carteira assinada? Confira aqui




O Governo Federal confirmou um aumento de R$ 200 na parcela de ajuda brasileira a partir de agosto. Até dezembro, todos os 18,1 milhões de domicílios participantes do programa receberão uma mensalidade de R$600.


Essa mudança é resultado da aprovação da proposta de liberação de mais de 41 bilhões de reais para a ampliação de benefícios e a criação de novos auxílios. O programa social é um dos principais focos da equipe de Jair Bolsonaro no momento.


O Brazil Aid atende famílias vulneráveis cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) e tem renda mensal de até R$210 por pessoa. Para famílias grávidas, amamentadas ou menores de 21 anos, a renda máxima permitida é de R$105 por pessoa.

 

Tenho carteira assinada, posso receber?


Muitas pessoas que conseguiram um emprego nas últimas semanas ou meses têm medo de perder seus lucros, mas essa não é a regra. Ser empregado não é, por si só, motivo para cancelar pagamentos.


Para continuar recebendo benefícios, a família deve atender aos critérios de renda acima. Os beneficiários podem acompanhar a folha de pagamento desde que a soma de todas as entradas financeiras divididas pelo número de membros não exceda o valor informado.


Como faço para me inscrever no CadÚnico?


O CadÚnico é a porta de entrada para outros benefícios sociais, como o auxílio brasileiro e o auxílio ao gás e a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Os interessados em se inscrever no sistema devem procurar um centro de referência para o Serviço Social (CRAS) ou um posto da prefeitura.


O Ministério da Cidadania orienta que o cadastro deve ser feito por uma pessoa com idade mínima de 16 anos, preferencialmente mulher. Para mais informações, acesse o aplicativo Auxílio Brasil, o aplicativo Caixa Tem ou ligue para a central de atendimento 121.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem