Caixa Econômica Federal autoriza saque de valores esquecidos; Saiba se você tem direito




A Caixa Econômica Federal informou que milhões de brasileiros podem sacar recursos para os trabalhadores. Os valores referem-se a liberações prévias do PIS/PASEP e do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).


Todos os calendários estão completos, mas os recursos ainda estão disponíveis. Cada um tem regras e requisitos específicos, que você pode ver abaixo.


FGTS extraordinário


O programa de licenças temporárias, lançado em abril deste ano, está disponível para cerca de 42 milhões de trabalhadores. Para participar, você tem apenas saldo em sua conta ativa do FGTS (emprego atual) ou inativa (emprego antigo).

A Caixa já depositou todos os valores em uma conta poupança digital criada automaticamente no aplicativo Caixa Tem. Você não precisa fazer nenhuma solicitação antecipada, basta acessar a ferramenta e mover o dinheiro.


Cada brasileiro com saldo em conta vinculada terá a oportunidade de sacar até R$1000, mas esta é uma opção opcional, o que significa que ninguém é obrigado a participar. O prazo de resgate é 29 de Dezembro.


Subsídio PIS/Passep


Segundo dados do Ministério do Trabalho e Previdência Social, mais de 480 mil trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep para o ano-base de 2020. Milhares de pessoas pararam de reembolsar benefícios no ano-base 2019.


Para acessar os recursos para 2020, que terminaram em março, os interessados só precisam entrar em contato com o banco pagador. Os funcionários públicos recebem do Banco do Brasil e os trabalhadores do setor privado recebem da Caixa.


O abono do ano base 2019 depende do pedido de reemissão do crédito. Esse pedido pode ser feito em base regional da fiscalização do Departamento do Trabalho ou por e-mail para trabalho.uf@economia.gov.br (substituir a letra "uf" por uma sigla do estado em que vive).


A nova chance de saque continuará até 29 de dezembro. As consultas são realizadas por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital e uma ligação telefônica da Central Arotra Valho (158).


Cotas do PIS/PASEP


O Fundo PIS/Pasep deixou de existir em 1988, quando deixou de aceitar doações privadas. Naquela época, os trabalhadores que trabalharam de 1971 a 4 de Outubro de 1988 tiveram a oportunidade de sacar as cotas disponíveis em seu nome.


Mais de 10 milhões de brasileiros ainda não pagaram seus recursos de R$ 23 bilhões e podem ser reembolsados até 1º de junho de 2025. Se o dono da cota já está morto, seus dependentes e herdeiros podem se mudar.


Os pagamentos das cotas do Piss/Parsep estão disponíveis nos sites ou aplicativos da Caixa, com foto e do FGTS.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem