Conheça o grupo que terá direito ao novo vale-gasolina. A data já está confirmada? Confira!

Imagem: Reprodução/Google



De todos os programas de ajuda e repartição de renda que o Brasil tem a oferecer, o vale que fornece ajuda a tempo de sua oferta é o que mais se comemora desde sua criação. Dado o aumento abusivo dos preços dos combustíveis no país, esse tipo de iniciativa nunca foi tão necessária.


Já faz um tempo desde que a atual administração mexeu com essa ideia, então o ano eleitoral parece ter dado à proposta um pequeno empurrão que era exatamente o que faltava. O projeto foi apresentado pelo senador Rogerio Carvalho (PT-SE) e aprovado pelo Senado Federal.


Essa ideia era difundida desde março, mas a Câmara dos Deputados tinha tomado uma posição um tanto passiva. Para muitos, a ideia de criar um voucher entre R$100 e R$300 para pessoas que trabalham no transporte criaria custos muito altos. E r$3 bilhões? No final, parece que as coisas aconteceram.


Este projeto é a ideia de ajudar motoristas de aplicativos, táxis e mototáxis. As pessoas que são membros do CadÚnico terão prioridade. Por enquanto, o que se sabe é que tudo está organizado da seguinte forma:


Motoristas que pilotam motocicletas de até 125 cilindros receberão R$100.


Pessoas autônomas ou motoristas que trabalham no transporte individual, incluindo aplicativos e táxis, receberão R$300.


Em ambos os casos, o motorista deve ter em mente que a renda da família não pode exceder três salários mínimos. De qualquer forma, devemos ter em mente que o projeto ainda não foi devidamente aprovado.


Ele ainda precisa passar pela Câmara dos Deputados. E não há garantia definitiva, pois também precisa ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Portanto, o projeto ainda tem um longo caminho a percorrer até ver a luz do dia.


Na tentativa de persuadir ambas as partes, a proposta ainda traz ideias para justificar os recursos necessários para financiar esse empreendimento, como a mitigação do impacto das flutuações nos preços domésticos e nos derivados de petróleo e GLP.


Em suma, a ideia de realmente dar esse auxílio ainda este ano é perfeitamente plausível, mas como sabemos, nada é garantido quando se fala de políticos e suas políticas, por isso é importante que ninguém conte com essa ajuda.


De um modo geral, em anos de crise e preços tão abusivos, todos concordam que essa assistência aos trabalhadores é mais do que bem-vinda.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem