Consulta do Auxílio Emergencial continua aberta no portal da Dataprev; Veja!

Imagem: Reprodução/Google



O programa de socorro emergencial termina em Outubro de 2021, e cerca de 36 milhões de brasileiros receberam a última parcela do programa. Embora não haja projeções de repatriação, o governo federal confirmou depósitos retrospectivos de cotas para milhares de famílias em 2022.


No início deste ano, o Departamento de Direitos Civis publicou partes de R$600 a R$3.000 destinadas a mais de 800 mil pessoas. Espera-se que o número de beneficiários ultrapasse 1,3 milhão, portanto, mais pessoas ainda devem receber.


Histórico do auxílio emergencial retroativo


No início de 2020, quando foi criado o socorro emergencial, a mãe do chefe de uma família de pais solteiros recebeu o dobro de parcelas. Isso significa que mulheres que criam filhos menores de idade sozinhas ganharam um benefício de US $ 1.200 por mês.


Idealmente, um pai solteiro que estava na mesma situação também deveria ter recebido duas vezes, mas isso não aconteceu. O presidente Jair Bolsonaro se recusou a dobrar a alocação de homens que só podiam receber a diferença agora depois que o Parlamento derrubou o veto do presidente.


Quem se qualifica?


Para receber medidas retroativas, o chefe de família deve estar cadastrado em cadastro único até 2 de Abril de 2020 ou até 2 de Julho de 2020 para receber atendimento emergencial. Além disso, o governo verificará se os dependentes não estão registrados em nome de outra pessoa responsável.


O valor da parcela depende do mês em que o beneficiário foi aprovado para participar do programa. Quem começar a receber em Abril de 2020 tem direito a receber R$ 3.000. Quem entrar em maio receberá R$2,4 mil e mais.


Como faço para consultar?


O portal Dataprev utilizado durante o programa está disponível para pais solteiros que precisam consultá-los. Basta acessar o site da consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/ e inserir as informações solicitadas.


Todas as informações sobre a parcela anterior são exibidas e se o beneficiário pertence a um grupo de beneficiários de assistência retroativa. Nesse caso, você também pode verificar o valor do pagamento e a data.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem