Gasolina mais barata: Saiba como ficou o preço após a redução do ICMS



A redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi uma medida muito esperada para os brasileiros, que têm enfrentado dificuldades devido ao constante aumento dos preços dos combustíveis. E assim começou o declínio dos valores!


No estado de São Paulo, por exemplo, o atual governador Rodrigo García começou a aplicar reduções de ICMS ao combustível. O governador de Goiás, Ronaldo Cayad, fez o mesmo, e Ronaldo Cayad anunciou o cumprimento de uma lei que impõe restrições à cobrança de impostos sobre itens considerados essenciais.


Reduções trazidas pela nova Lei do ICMS


Até agora, apenas dois estados anunciaram reduções nas alíquotas do ICMS. Com a adoção da medida, pelo preço da gasolina apresentado na bomba do posto, a queda estimada é de cerca de R$0,85. Quanto ao diesel, o litro deve ser de R$0,14 e o etanol deve ser de R$0,38.

No caso de Goiás, por exemplo, assim que os cortes de impostos foram confirmados, um novo caminhão entrou em vigor. Nesse caso, a participação do ICMS foi de 17% no estado. A única exceção foi a quantidade adicionada ao gás de cozinha, que manteve a atual proporção de 12% com o produto.


Além do combustível, o limite superior do ICMS também começará a ser aplicado em outras áreas, como a energia elétrica, que aumentou de 25% para 17%, as telecomunicações, que aumentou de 29% para 17%, e o transporte público, que aumentou de 29% para 17%.


Vale ressaltar que as reduções de ICMS causarão uma redução nas receitas nacionais que alocam esses recursos para melhoria no campo da educação e da saúde.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem