Novos domicílios de baixa renda estão sendo considerados pelo Programa Casa Verde e Amarela; Veja detalhes

Imagem: Reprodução/Google



O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), fez novas entregas dos programas Casa Verde e Amarella. Ou seja, havia 204 casas para famílias de baixa renda na cidade de Salvador, Bahia.


O diretor executivo do MDR, Herder Merillo, participará da inauguração da residência Villa Solidaria Mar Azure I e II, e no momento cerca de 800 pessoas terão suas próprias casas.


"Ter uma casa própria é o sonho da maioria das famílias deste país, e esperamos que em nossa nova vila, todos fiquem muito felizes, com toda a paz, tranquilidade, conforto e segurança para ir trabalhar e criar uma família", disse o secretário Herder Merillo.


Programa Casa Verde e Amarella: Novos domicílios de baixa renda estão sendo considerados.


Programa Casa Verde e Amarela


O projeto faz parte do Programa Casa Verde e Amarela, que recebeu R$ 14,5 milhões em investimentos federais como contribuição para a retomada da construção em dezembro de 2019, dos quais R$ 4,9 milhões foram realizados por meio do Fundo de Desenvolvimento Social (SDS).


Vale ressaltar que a obra está parada desde 2010.


Em troca do município, o projeto recebeu doação de R$ 5,4 milhões, além de doações de terras e isenções fiscais.


São dois módulos, o primeiro é de 206 unidades e o segundo são 30 apartamentos.


Possuem uma infraestrutura completa com drenagem, esgoto, água, pavimentação, energia elétrica, iluminação pública e transporte público.


Além disso, há postos de saúde e segurança, escolas e creches nas proximidades.


Por fim, vale ressaltar que mais 32 unidades serão entregues posteriormente.


Mais entregas


Como parte do programa Casa Verde e Amarella, 300 casas foram entregues a famílias de baixa renda na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso dosul.


O presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro Daniel Ferreira, participaram da inauguração da Residência Canguru do Jardin, que permite que 1.200 pessoas tenham suas próprias casas.


O investimento total foi de R$ 29 milhões, dos quais R$ 24 milhões foram investidos pela União por meio do Fundo de Arrendamento Habitacional (FAR) e R$ 5 milhões em troca do Estado. Além disso, houve uma doação de terras do governo local.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem