Quer financiar a casa própria? Confira qual dos grandes bancos tem a taxa mais barata.




Os principais bancos do país cobram taxas de juros mais altas sobre o financiamento imobiliário. Essa variação veio após a taxa básica de juros (Selic) ter sido elevada 11 vezes seguidas de 2% ao ano para 13,25% ao ano, de marco de 2021 a Junho de 2022.


A selic é referência utilizada pelas instituições financeiras em seu negócio de crédito. Apesar do aumento da taxa básica de juros, os ajustes adotados foram muito mais modestos.


Anteriormente, os clientes podiam encontrar opções com taxas de juros a partir de 2,95% mais taxa de inflação do IPCA ou 6,25% ao ano. Hoje, esses valores estão em domicílios de 3,95% e 8,8%, respectivamente. Na Caixa Econômica Federal, que tem um indicador da rentabilidade da poupança, a taxa de juros é de 2,80%.

Se você está pensando em comprar sua própria casa agora, é importante conhecer as taxas que são praticadas no mercado. Abaixo está uma comparação dos juros cobrados pelos cinco maiores bancos do país.


Taxas de Financiamento Imobiliário


  • Caixa de poupança: a partir de 2,80% ao ano + rentabilidade da poupança (6,17% ao ano + TR).
  • IPCA Cache: 3,95% ao ano + do IPCA.
  • Caixa: a partir de 8,7% ao ano + TR;
  • Caixa fixa: a partir de 9,75% ao ano.
  • Bradesco: de 9,50% + TR ao ano;
  • Bradesco poupança: a partir de 9,16% ao ano + TR;
  • Banco do Brasil: 9,15% + TR por ano;
  • Itaú: a partir de 9,50% ao ano + TR
  • Poupança do Itaú: a partir de 3,45% ao ano + rentabilidade da poupança (6,17% + TR ao ano).
  • Santander: a partir de 9,49% ao ano + TR.

A taxa mais baixa só é válida para clientes exclusivos, um bom histórico de crédito, um longo tempo de relacionamento com a instituição e alocação de recursos para o produto. Em geral, os consumidores não pagam a faixa mínima de juros no crédito.


Também vale destacar taxas que dependem do indexador que você escolher para o seu contrato, como IPCA e poupança. Essas opções, que mudam com mais frequência, garantem taxas de juros mais baixas, mas os riscos são maiores. Aqueles vinculados a RT ou prefixados têm uma taxa mais alta, mas o risco é muito menor.


Outros Bancos


Algumas instituições financeiras menores, como o Banco de Brasília, cobram juros mais interessantes. Entre eles, a taxa de juros do crédito imobiliário custará 7,99% ao ano mais a taxa referencial de juros.


Outra possibilidade é o programa Casa Verde e Amarela, da Caixa, que também tem condições especiais para o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem