Veja o que pode causar o BLOQUEIO do seu CPF

Imagem: Reprodução/Google




O Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) é um documento pessoal muito importante e aceito em todo o território brasileiro. Considerando isso, esse bloco pode causar problemas para os cidadãos.


Segundo a Receita Federal, entre as situações que podem dificultar o CPF estão irregularidades no pagamento de dívidas, discrepâncias nos dados cadastrais e até duplicidade de registros.


Bloqueio de CPF


Quando um CPF é bloqueado, o cidadão não poderá realizar uma série de serviços, como abrir uma conta em um banco, contratar um empréstimo ou vender imóveis.


Com tantas limitações, é importante resolver cpfs pendentes ou liberá-los se não forem irregulares. Para verificar a situação, acesse o site da Receita Federal.


O sistema gera documentos emitidos pela Secretaria da Fazenda e indica se há pendências relacionadas ao CPF. As possibilidades são:


Regular: O contribuinte não está pendente em seu registro.

Normalização pendente: Os contribuintes não apresentaram declarações de imposto de renda pessoal nos últimos cinco anos.

Interrupção: Registro impreciso ou incompleto.

Cancelado: O CPF foi cancelado devido à multiplicidade.

Falecimento do titular: Se o ano da morte estiver incluído.

NULO: Fraude de dados encontrada.


Por que isso leva ao bloqueio de CPF?


  • Não arquive o imposto de renda.
  • Inconsistências nas informações concedidas.
  • Morte do dono;
  • Inscrição duplicada;
  • Inadimplência;
  • Entre outras coisas.

As atualizações de CPF em caso de dados incorretos podem ser feitas online através do site da Receita Federal. Vale ressaltar que o site da Serasa também está disponível para consulta.


Saiba como fazer a segunda rota do seu CPF em sua cidade


Um dos documentos mais importantes para os brasileiros é o CPF (Cadastro de Pessoa Física). É um tipo de banco de dados gerenciado pela Receita Federal, por isso é usado para uma variedade de propósitos.


Dependendo do grau de sua importância, você pode pegar a segunda rota se o documento for roubado, roubado ou perdido. Vale lembrar que os cartões azuis não são mais lançados e os CPFs são emitidos em formato digital.


Como obter o CPF?


As etapas para a emissão de um CPF devem ser realizadas através do aplicativo digital CPF disponível para Android e iOS. Se você não apresentou declaração de imposto de renda pessoal nos últimos dois anos, você precisará acessar o site da Receita Federal para obter um comprovante.


Na situação de um cidadão que tenha apresentado declaração de imposto de renda por pelo menos um ano dos últimos dois anos de seu mandato, você tem a opção de entrar no portal do TCE. Basta fazer login e digitar seu código de acesso gov.br.


No entanto, se você perder ou esquecer o número do seu CPF, tente encontrá-lo em outro documento que normalmente é impresso, como RG ou CNH. Outra opção é criar uma consulta por e-mail. Por favor, verifique os seguintes endereços de acordo com o estado onde você mora:


  • Primeira região (DF, GO, MT, MS e TO): atendimentorfb.01@rfb.gov.br;
  • 2ª Região (AC, AM, AP, PA, RO, RR): atendimentorfb.02@rfb.gov.br;
  • 3ª região (CE, MA, PI):atendimentorfb.03@rfb.gov.br;
  • Quarto domínio (AL, PB, PE, RN):atendimentorfb.04@rfb.gov.br;
  • Região 5 (BA e SE):atendimentorfb.05@rfb.gov.br;
  • Sexta Região (MG): atendimentorfb.06@rfb.gov.br;
  • Região 7 (ES e RJ):atendimentorfb.07@rfb.gov.br.
  • Região 8 (SP): atendimentorfb.08@rfb.gov.br;
  • Região 9 (PR e SC):atendimentorfb.09@rfb.gov.br;
  • Região 10 (RS): atendimentorfb.10@rfb.gov.br;
  • Exterior: cpf.residente.exterior@rfb.gov.br.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem