Empresas estão com diversas vagas para JOVEM APRENDIZ e estágio; Confira

Imagem: Reprodução/Google




São José e Taubaté, na região do Vale do Paraíba, abriram 940 vagas para jovens aprendizes. As oportunidades são oferecidas em parcerias do CIEE com empresas e são a porta de entrada para o mercado de trabalho para os jovens.


No Programa Jovem Aprendiz, os jovens têm a oportunidade de ganhar seu primeiro emprego, incluindo aqueles em grandes empresas e nacionalmente conhecidos. E o melhor de tudo, dentro do programa ele recebe um curso profissionalizante gratuito que lhe permite abrir novas vagas após o término.


O Centro de Integração de Empresas e Escolas é uma instituição que serve como uma ponte entre empresas com vagas abertas e jovens em busca de experiência de trabalho e oportunidades de estágio pela primeira vez.



Para concorrer às vagas oferecidas pelo CIEE, é preciso ter entre 14 e 18 anos. Em caso de vagas de estágio, os candidatos devem ter no mínimo 16 anos de idade e matriculados em cursos da área.


Vagas de Jovem Aprendiz do CIEE


Confira a distribuição das vagas abaixo.


São José


Estágios: 442

Aprendizagem: 324


Taubaté


Estágio: 105 pessoas

Aprendizagem: 69



As vagas de estágio são destinadas aos estudantes dos seguintes cursos: Administração; Marketing; Cursos de Educação; Técnicos em Informática; Elétrica e Eletrônica; Comunicação; Construção; Tecnologia na Área de Saúde; Tecnologia da Informação; Nutrição, Arquivamento e Economia.


Também é possível encontrar vagas em instituições públicas. Para ver todas as vagas e detalhes, acesse o portal oficial do Ciee.


Conheça o Programa Jovem Aprendiz


A aprendizagem profissional foi estabelecida pelos números da lei. Regulamento 5.598/2005 pelo Decreto nº 10.097/2000, em seguida, pelo Decreto nº 9.579/2018.


Destina-se a oferecer possibilidades de emprego para jovens entre 14 e 24 anos, e além disso, este programa também é de grande preocupação social, pois proporciona aprendizes para treinar e sair de situações de vulnerabilidade social.


O programa funciona da seguinte forma: Empresas médias e grandes têm cotas de aprendizagem (5% a 15%) para atender, e fazemos parcerias com instituições de ensino que oferecem qualificações profissionais focadas em vagas oferecidas.


Por fim, o aprendiz é certificado e repassado para a parte prática dentro do contratante.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem