LULA X BOLSONARO: Descubra qual deles investe melhor o patrimônio.

Imagem: Reprodução/Google




Nesta semana, começou a divulgação pelo Judiciário eleitoral de uma lista de bens declarados pelos candidatos a presidente da República na eleição de 2022. Além de analisar as primeiras figuras atraentes, também é, sem dúvida, interessante saber como os políticos investem dinheiro.


Antes de analisar como Lula e Bolsonaro vão investir seus recursos e adquirir bens, é importante deixar claro com antecedência que as informações divulgadas pela Justiça Eleitoral são o que se diz sobre as declarações de imposto de renda dos políticos. Isso significa que são apenas produtos declarados a custo de aquisição e não há atualizações com base no valor de mercado.


Médias declaradas de forma justa pelos candidatos presidenciais


Abaixo está um ranking que mostra os totais declarados por cada candidato.


  • Felipe Davila (novo): R$ 24.619.627,66;
  • Luis Inácio Lula da Silva (PT): R$ 7.423.725,78;
  • Ciro Gomez (PDT): R$ 3.039.761,97;
  • Simone Tevette (MDB): R$ 2.323.735,38;
  • Jair Bolsonaro (PL): R$ 2.317.554,73;
  • Sofia Manzano (PCB): R$ 498 mil;
  • Vera Lúcia (PSTU): R$ 8.805;
  • Leo Pellicle (Unidade Popular): R$ 197,31.

É possível consultar sobre os bens de todos os candidatos presidenciais do site do TSE.


Lula × Bolsonaro: Veja como cada um investe em bens


Ao analisar todas as aplicações dos candidatos, é possível notar que eles seguem um bom método brasileiro de investimento, já que a preferência é imobiliário ou dinheiro, por exemplo, contas correntes, spot ou poupança tradicional.


No entanto, há situações em que o investimento pode ser visto em títulos e títulos de previdência privada. Não foi encontrado investimento em ações da empresa pública. No entanto, é possível que o requerente tenha alguns interesses corporativos.


Luis Inácio Lula da Silva (PT)


O ex-presidente do PT tem ativos declarados no valor de R$ 7,4 milhões, muitos dos quais se concentram em um gerador de vida do tipo seguro-de-vida do tipo previdência privada (VGBL) equivalente a 75% das ações. Veja a tabela detalhada a seguir:




Jair Bolsonaro (PL)


O presidente do Brasil declarou R$ 2.317 mil. Desse total, quase 60% (R$ 1,38 milhão) são investidos em imóveis, o que indica o perfil de investimento "mais brasileiro" dos representantes. Note a tabela completa abaixo.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem