Tive o WhatsApp clonado, como recuperar? Aprenda o passo a passo aqui

Imagem: Reprodução/Google




Atualmente, o número de WhatsApp clonado aumentou significativamente, e os golpistas estão encontrando maneiras cada vez mais criativas de passar dados sem desconfiança.


Como saber se o WhatsApp é clonado ou não?


Para saber se seu Whatsapp foi clonado ou não, você precisa observar alguns sinais como:


  • Veja se você pode encontrar uma mensagem não confirmada marcada como exibida
  • Se quando você tenta abrir o WhatsApp, o aplicativo não está logado da sua conta, você está desconfiado
  • Preste atenção às mensagens que você não enviou em uma conversa

Recuperando o Whatsapp pelo suporte


Pelo celular:


  • Abra o aplicativo WhatsApp no Android ou iOS
  • Clique no ícone de engrenagem (ou ícone de três pontos, se aplicável).
  • Em seguida, toque na opção "Ajuda" (existem alguns smartphones que precisam acessar "Configurações" antes que a opção "Ajuda" apareça)
  • Vá até a guia Fale Conosco para visualizar o formulário Ajuda.
  • Em seguida, descreva o problema em detalhes e anexe uma captura de tela para que o departamento possa ajudar a resolver o problema.

Pelo WhatsApp Web


  • Abra o WhatsApp no seu navegador
  • Toque no ícone de três pontos na parte superior da tela.
  • Em seguida, vá para a opção "Configurações"
  • Clique na opção Ajuda no menu lateral do Messenger.
  • Acesse a opção Fale Conosco e exiba a tela no WhatsApp ajuda a se formar na web
  • Preencha o formulário com seu endereço de e-mail e notifique-nos com os detalhes do evento na linha de assunto da conta duplicada
  • Anexar uma impressão de tela para que a equipe do aplicativo possa identificar o problema. Após os passos, toque em Enviar.

Dicas de segurança


  • Tenha muito cuidado com as informações postadas nas redes sociais. Não deixe seu número de telefone celular público.
  • Não compartilhe códigos de verificação do WhatsApp.
  • Não compartilhe dados pessoais em mensagens.
  • Em nome do seu banco, não compartilhe sua senha de acesso (cartão, transações eletrônicas - Pix, TED, etc.) com ninguém em contato.
  • Não acesse links suspeitos ou promoções altamente atraentes enviadas em mensagens.
  • Mantenha sempre seu dispositivo com as últimas atualizações de segurança e soluções antivírus. Use sempre um sistema operacional genuíno e programas e baixe aplicativos da loja oficial.
  • Tenha em mente que os bancos não pedem senhas de acesso via telefone, SMS, WhatsApp, Facebook ou qualquer outro aplicativo de mídia social.
  • Não clique em links recebidos de estranhos por e-mail, WhatsApp, redes sociais ou mensagens SMS. Não informe o código de segurança enviado por SMS a ninguém. Os funcionários não solicitam essas informações.
  • Não acesse serviços bancários a partir do dispositivo de outra pessoa.
  • Habilite a verificação em duas etapas para sua aplicação.
  • Evite baixar ou instalar arquivos recebidos em mensagens.
  • Use biometria facial ou digital para desbloquear a tela inicial do seu telefone (mais poderosa do que opções de desbloqueio de desenho ou PIN).
  • Ative um bloqueio de tela temporário com uma senha.
  • Em celulares, computadores e tablets, não use a opção Salvar senha em dispositivos, navegadores, sites ou aplicativos.
  • Habilite o firewall e não use Wi-Fi público.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem