Urgente! Projeto prevê devolução em dobro de quem recebeu o Auxílio Emergencial indevidamente; Veja detalhes

Imagem: Reprodução/Google



Embora o resgate tenha terminado em Outubro de 2021, o programa continua sendo objeto de debate entre os deputados. O Projeto de Lei 1925/22, de autoria do deputado Charles Fernández (PSD-BA), prevê a devolução do dobro do valor recebido irregularmente.


Em outras palavras, se for comprovado que um cidadão teve igual acesso aos benefícios, ele teria que ser reembolsado à Federação pelo dobro do valor.


"O suposto candidato beneficiário agiu de forma maliciosa e recebeu assistência emergencial sem ter direito concedido devido à fraude de informações distribuídas ao poder público responsável pela coleta de dados", disse o agente.


Devolução "forçada"


A proposta exige que o Departamento de Direitos Civis envie um aviso aos beneficiários exigindo a devolução voluntária dos recursos. No entanto, se não for feita a restituição, o texto prevê um desconto no valor dos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que os trabalhadores podem receber.


Dessa forma, os resgates obtidos indevidamente retornarão aos cofres públicos de qualquer maneira, mesmo que custe dinheiro para extrair a renda mensal dos cidadãos.


Segundo Fernandez, mais de 7 milhões de pessoas receberam benefícios de forma irregular, ou seja, sem atender aos requisitos estabelecidos. Segundo dados do Tribunal de Contas da União (TCU), haverá um prejuízo de 54 bilhões de reais em 2020.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem