Auxílio Brasil: Como saber se sou um dos 450 mil novos usuários? Veja aqui!

Imagem: Reprodução/Google





Mais de 450 mil brasileiros de todas as regiões do país foram selecionados para fazer parte do programa De Ajuda brasil do Governo Federal neste mês de setembro. Para saber se você está entre esses novos usuários, você não precisa visitar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Basta seguir os passos na internet.


O Ministério da Cidadania explica que qualquer cidadão pode consultar sua situação através do Aplicativo de Ajuda Brasil. O aplicativo está disponível para download e é gratuito para celulares com sistemas Android e iOS. Basta inserir seus dados pessoais, entrar em sua conta e verificar se você entrou no programa ou não.


Se selecionado, o cidadão pode verificar qual valor estará disponível em sua conta no dia do seu depósito. O valor mínimo dos pagamentos é de R$ 600, e algumas pessoas podem receber mais, dependendo da soma de seus benefícios internos. A data de recebimento será definida pelo Número de Identificação Social (NIS).


Essa é uma numeração que todo cidadão que entra no Cadúnico do Governo Federal recebe. Basta verificar o último número da sequência e verificar qual é a sua data de recebimento no calendário. Na terça-feira (20), por exemplo, é a vez dos cidadãos que possuem a final do NIS 2. Na quarta-feira (21), será a final do NIS 3.


Se o cidadão verificar suas informações no App da Ajuda Brasil e perceber que não foi selecionado, ainda não é hora de desistir. O Ministério da Cidadania, que é a pasta responsável pelos pagamentos, vem dizendo que mais pessoas podem ser inseridas ao longo deste ano. Novas inscrições estão previstas para os meses de outubro, novembro e dezembro.


As regras de entrada


Em setembro, as regras de inscrição para o Brazil Aid seguiram basicamente as mesmas. Para ter direito ao benefício social é necessário primeiro ter uma conta ativa e atualizada no sistema Cadúnico do Governo Federal.


Além disso, também é importante ter uma renda per capita que coloque o cidadão em extrema pobreza. Indivíduos que estão em situação de pobreza também podem receber, desde que residam com uma mulher grávida ou uma criança com menos de 21 anos de idade.


Vale lembrar que mesmo as pessoas que cumprem essas regras ainda não estão totalmente garantidas nos pagamentos. É necessário aguardar o Ministério da Cidadania para selecionar os cidadãos. 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem