INSS: Veja quem pode ser registrado como DEPENDENTE para receber os benefícios dos familiares.

Imagem: Reprodução/Google




Pessoas seguradas pelo INSS podem ter seus familiares dependentes dependentes, para que os dependentes continuem a receber o benefício, caso o segurado morra.


No entanto, existem critérios que vinculam o credenciamento do beneficiário responsável à situação financeira da família. O INSS trata a condição domiciliar de forma diferente.


Três categorias de dependentes são promovidas prioritariamente. Para chegar ao benefício, é necessário comprovar a dependência financeira do segurado falecido, caso contrário o benefício não será liberado.


Quem são os dependentes, de acordo com as normas do INSS?


De acordo com a Lei nº 8.213/1991, os seguintes indivíduos são considerados dependentes do segurado:


Cônjuge;

Companheiro);

Crianças menores de 21 anos ou com deficiência;

Os pais;

O irmão não emancipado, menor de 21 anos ou inválido.


Abaixo explicamos como cada categoria é tratada pelo orgão:


Cônjuge, companheiro e filhos


Nesse nível de parentesco, a concessão do direito é garantida. Em outras categorias, a lei exige a comprovação da dependência econômica para liberar juros. Deve-se notar que os enteados assistem com as crianças, por isso também têm direito ao benefício.


Netos


Embora não tenham direito diretamente ao benefício de um familiar falecido, os netos podem, em alguns casos, ser incluídos na lista de beneficiários pelo Supremo Tribunal Federal. Ele pode processar quando criança pelo benefício, mas é necessário provar dependência econômica direta do ex-beneficiário falecido.


União Estável


Uma pessoa deve demonstrar convivência contínua e permanente com dependência econômica. Através desses requisitos será possível provar uma união estável e será possível conceder o direito. A mesma regra se aplica a relacionamentos românticos entre pessoas do mesmo sexo.


Como vejo os pagamentos do INSS?


De qualquer forma, a consulta ao INSS 100% pode ser feita online, através do site ou aplicativo móvel.
Confira como fazer isso!


Pelo site:


Primeiro, visite o site do Meu INSS;

Digite o CPF e a senha (se você for o primeiro acesso, você precisará criar uma senha);

Clique na opção "Serviços";

A opção está localizada no menu superior direito - selecione a opção "Dados / certificados/ declarações";

Na lista a seguir, clique na "Declaração de Pagamento de Juros";

Na próxima tela, clique no calendário - defina o período em que deseja retirar a declaração de pagamento do seu benefício;

Em conclusão, o relacionamento com os pagamentos recebidos no período será exibido e você poderá baixá-los na opção "Baixar PDF".


Pelo aplicativo de celular


  • Primeiro, baixe o aplicativo para o seu telefone Android ou iOS;
  • Digite o CPF e a senha (se você for o primeiro acesso, você precisará criar uma senha);
  • Toque no menu principal, três pontos ou barras na parte superior da tela;
  • Além disso, selecione "Declaração de pagamento de juros"; clique no calendário e selecione o período a que deseja consultar;
  • a tela exibirá a declaração com os pagamentos recebidos no período selecionado;
  • Finalmente, para imprimir ou salvar, clique na opção "Baixar PDF"

Como acessar extrato do INSS


Os beneficiários do INS poderão ver os valores do INSS, bem como os descontos oferecidos na folha de pagamento.


Clique aqui e clique no botão "Continuar" para que você possa ser o primeiro a receber as últimas informações sobre o assunto no seu celular!


Os segurados podem consultar o extrato que pode ser feito da seguinte forma:


  • Faça login na plataforma Meu INSS ou acesse o aplicativo móvel disponível para Android e iOS;
  • Clique em "O que você precisa?" e digite o nome do serviço que deseja no caso de "Extrair";
  • Clique em "Baixar PDF".

Outros canais de atendimento do INSS


  • Central telefônica 135
  • Tempo estimado de espera para o serviço: até 5 minutos

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem