Novo RG em SETEMBRO: Quem pode solicitar a emissão a partir deste mês? Confira!

Imagem: Reprodução/Google



Em vez do registro público, o Governo Federal implementou a carteira nacional de identidade. O novo documento visa padronizar a identidade utilizando apenas o Cadastro de Pessoas Físicas.


A emissão do novo cadastro é gratuita e os institutos de identificação terão um prazo até 6 de março de 2023 para se adaptarem ao novo sistema.  Ao enviar o requerimento do documento, os órgãos estaduais validarão a identidade por meio de Gov.br.


Além disso, além do documento físico, os cidadãos poderão contar com a versão digital do novo RG.


Alterações no novo documento


"Gradualmente, não teremos uma carteira de identidade para cada estado. São 26 estados e o Distrito Federal, cada um com carteira própria. Isso vai acabar. Haverá uma definição única de cidadão", disse o ministro Luis Eduardo Ramos, da Secretaria-Geral da Presidência da República.


O novo cartão de identificação será válido por dez anos. No entanto, também serão aceitos documentos atuais para cidadãos com até 60 anos de idade por dez anos. Para aqueles com mais de 60 anos, o antigo  IDENTIDADE permanecerá válido indefinidamente.


Segundo o governo, o novo registro se tornará um documento de viagem, devido à inclusão do código na norma internacional (MRZ), utilizada em passaportes. No entanto, só será aceito em países associados ao MERCOSUL.


De qualquer forma, a principal mudança está relacionada à segurança do documento. A identidade do cidadão pode ser verificada através da leitura do código QR, inclusive sem a Internet. Além disso, o modelo do documento será único, sem a autonomia das alterações feitas pela unidade federal.


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, explica que até lá os cidadãos podem obter até 27 documentos de identidade com diferentes números emitidos por cada estado brasileiro, o que facilita a prática de fraudes e crimes.


"Estamos caminhando para um novo momento de controle, seriedade e tranquilidade para a população brasileira", disse.


Quem pode solicitar o novo RG em Setembro?


A nova versão do RG está em vigor desde março de 2022. No entanto, será obrigatório apenas a partir de 6 de março do próximo ano. Assim, se o documento antigo expirar ou for perdido, por exemplo, você pode solicitar o novo modelo em 2023.


No entanto, segundo o Ministério da Economia, "Neste primeiro momento, novas identidades serão emitidas apenas para cidadãos que possuem as informações em CPF de acordo com seus certificados atualizados. Pessoas que não têm ou têm informações incorretas no registro podem usar os canais de atendimento remoto da Receita Federal para resolver a situação. No futuro, as mesmas agências de identificação civil farão novos cadastros e atualizações sob a Parceria Colaborativa sobre Florestas."


Se você quiser saber se na sua área o novo formulário RG já está sendo liberado, solicite informações de órgãos de identificação como as redes Poupa Tempo e Expresso Cidadão. Assim, para contar com a nova versão, será necessário apresentar certidão de nascimento ou casamento.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem