Preço da gasolina pode despencar nos próximos dias; Confira

Imagem:Reprodução/Google




Segundo integrantes da Petrobras, esse cenário é atualmente favorável a novas reduções no preço da gasolina e de outros combustíveis. Portanto, na política da empresa de emarar cotações aos mercados internacionais, o atual presidente Jair Bolsonaro influenciou a recente queda de preços.


Portanto, mesmo com a pressão sobre o petróleo e dólares, a diferença média no valor da gasolina no Brasil e no mercado internacional é de R$0,20.


Preços da gasolina nos postos


Primeiro, no posto, o preço médio do litro da gasolina caiu na semana passada de R$5,17 para R$5,04, ou 2,5%. O número foi o menor desde a semana encerrada em 20 de fevereiro de 2021, segundo a Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP).


Quanto ao valor médio do diesel, podemos dizer que passou de R$ 6,90 para R$ 6,88, ou uma redução de 0,3%. Portanto, esta é a menor desde a semana encerrada em 4 de junho de 2022 (R$6,88). Além disso, ressalta-se que o maior preço encontrado pela agência foi de R$8,89.


No etanol, o preço médio caiu de R$3,71 para R$3,53, ou 4,9%. A pesquisa encontrou combustível com preço máximo de R$6,99.


Quais são as razões para a queda nos preços dos combustíveis?


A redução dos preços dos combustíveis está tendo o efeito de limitar a adoção do ICMS pelo Estado. Isso aconteceu depois que um projeto de lei para cobrir o imposto sobre as necessidades foi aprovado. Tais itens são diesel, eletricidade, gasolina, transporte público, comunicações.


Portanto, a partir do texto, esses itens são classificados como obrigatórios e essenciais, o que impede o Estado brasileiro de cobrar taxas mais altas do que a taxa geral. Esse percentual varia de 17% a 18% dependendo da região.


Portanto, até agora, 30% do ICMS era considerado supérfluo e pago em alguns estados brasileiros por combustível e outros bens aos quais o projeto seria beneficiado. Além disso, a Petrobras está pressionando por preços mais baixos de venda de gasolina e diesel para as refinarias.


Redução do preço do gás de cozinha


A Petrobras informou que ajustaria os preços do GLP e do gás de cozinha em 4,7%. Assim, o valor repassado à distribuidora cai de R$4,23 por quilo para R$4,03. Assim, o custo de um botijão de 13kg foi reduzido em cerca de R$2,60 e permaneceu em R$52,34.


Vale ressaltar que a última queda no preço do gás de cozinha ocorreu em 9 de abril de 2022, quando o botijão estava R$3,27 mais barato. Portanto, segundo a estatal, como a empresa é o principal produtor e importador de produtos, a queda não é tão frequente quanto outros combustíveis.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem