Quanto Charles III ganhará como rei e qual o valor da herança da rainha Elizabeth II? Veja detalhes


Imagem: Reprodução/Google



O rei Carlos III subiu ao trono do Reino Unido no lugar de sua mãe, a rainha Elizabeth II, que lhe deixou uma fortuna privada bastante generosa. O filho mais velho do falecido rei, herdará cerca de 425 milhões de euros (US$ 2,198 bilhões).


De acordo com a lei britânica, a herança acima de US $ 325.000 está sujeita a um imposto de herança de 40%. Graças a uma regra aprovada em 1993, Carlos III não terá que desistir de parte do que recebeu. A decisão isenta a cobrança dos bens anteriores à soberania, ou do cônjuge do soberano, ao próximo rei.


Outras disposições estabelecidas em um memorando de entendimento do governo de 2013 também garantem que o novo rei tenha seus próprios fundos. Assim, sua vida financeira é independente da vida do Estado.


Valores não precisam ser revelados. No entanto, a lista dos ingleses mais ricos elaborada pelo Sunday Times mostra a magnitude da riqueza de Elizabeth II.


Grande parte desse valor será transferido para Carlos III sem qualquer imposto para o governo britânico. O rei, por sua vez, tem uma fortuna avaliada em US$ 100 milhões.


Subvenção Soberana Anual


Além da herança materna, o rei tem direito a uma subvenção soberana anual do Tesouro Britânico, que equivale a 15% dos lucros do tesouro da coroa. O acordo para pagar esse "salário" à monarquia está em vigor desde 1760.


Todos os custos das obrigações oficiais do rei e membros de primeira linha da família real estão cobertos pela subvenção, até o salário dos funcionários e despesas para a manutenção dos palácios. O Tesouro do Reino Unido registrou lucro líquido de US$ 312,7 milhões no ano fiscal encerrado em março de 2022.


Riquezas da Coroa


A maior parte da riqueza dos reis e rainhas britânicos não é riqueza pessoal, mas sim bens mantidos pela instituição real, como terra, joias e arte. As joias da coroa, que simbolicamente pertencem ao rei, são avaliadas em cerca de 3 bilhões de dólares.


Após a mudança de endereço, Carlos III tem o direito de usar os lucros do Ducado de Lancaster, uma enorme propriedade privada de propriedade comercial, agrícola e residencial. Por outro lado, ele abandona o Ducado da Cornualha, que será transferido para seu filho William.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem