Venda do iPhone 14 PROIBIDA no Brasil: Que história é essa? Entenda

Imagem: Reprodução/Google




A Apple acaba de lançar o iPhone 14, a nova geração do seu smartphone. A corrida para consumidores em linha de modelos em todo o mundo começou logo após o anúncio, mas os clientes brasileiros podem achar mais difícil assegurá-los.


Na última terça-feira, 6, o Ministério da Justiça descarregou a suspensão da venda de um celular sem carregador, com multa de 12 milhões de reais para a fabricante em caso de descumprimento. A decisão foi publicada no Diário Oficial.


A Apple disse que vai recorrer da decisão e continuar trabalhando na resolução dos problemas com o National Bureau of Consumers (Sinacon), o departamento que estabeleceu a multa. A empresa disse em comunicado que estava confiante de que os clientes estavam "cientes das diferentes opções de carregamento e conexão de seus dispositivos".


Carregador


Em outubro de 2022, a gigante da tecnologia decidiu remover o adaptador de plugue de todos os seus telefones. A Samsung tomou uma decisão semelhante, e em janeiro de 2021 também removeu o carregador e o fone de ouvido da caixa dos novos telefones.


O Ministério da Justiça e Segurança Pública notificou as duas empresas em outubro de 2021 para justificar a ausência dessa cláusula. Em maio deste ano, a Sinacon orientou todas as unidades do Procon do país a aceitarem procedimentos administrativos para a venda de celulares sem carregadores.


iPhone 14


A nova família do iPhone foi lançada em 7 de setembro e tem preço de 7.599 reais. São quatro modelos: iPhone 14, iPhone 14 Plus, iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max. Este último custa a partir de US$ 10.499.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem