Aposentadoria especial do INSS para MOTOBOYS; Saiba como funciona

Imagem: Reprodução/Google




A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) sofreu uma mudança desconhecida pela categoria de trabalhadores, ou seja, Motoboy. A Lei 12.997/14, em vigor desde 2014, estabelece que as pessoas que trabalham em motocicletas têm direito à aposentadoria especial do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) porque suas vidas estão sempre em risco.


"A exposição dos motoboys aos perigos de suas atividades é garantida pela Lei do Trabalho, e criamos espaço para o quadro como um momento especial como um momento especial", explica Adriane Bramante, presidente do Instituto de Direito Previdenciário (IBDP).


Na lista de motoboys, há pessoas que usam veículos, como revenda de mercadorias, venda de produtos, carregadores (mototaxistas), etc. No ano passado, 544 mil profissionais trabalharam nessa categoria no Brasil. Os dados são do Instituto de Economia Aplicada (Ipea), 2021.


Aposentadoria para motoboys: como funciona?




Segundo especialistas do setor previdenciário, para ganhar aposentadoria especial, os trabalhadores devem comprovar suas horas de trabalho em risco, inclusive aquelas que atendem empresas como microempreendedores autônomos ou individuais (MEI).


No caso do reconhecimento de períodos especiais, Bramante cita um tipo de cobrança da Previdência Social. O que acontece é que o MEI precisa complementar mais de 15% além dos 5% recolhidos mensalmente. Por outro lado, os trabalhadores autônomos, cuja faixa de recolhimento do INSS é de 20%, devem ter documentos para comprovar suas atividades como Motoboy.


Vale ressaltar que a exposição ao perigo se aplica às atividades de trabalho utilizando motocicletas ou motocicletas, desde que os trabalhadores refugiem em vias públicas consideradas perigosas de acordo com a Lei 12.997/14. Isso significa que esses veículos são pessoas que usam apenas em rotas de residência para trabalho.


Como comprovar o tempo especial?




Para provar que estava em risco, o Motoboy deve apresentar um Perfil De Perito previdenciário (PPP), documento que coleta dados administrativos e outras informações sobre os trabalhadores durante o período em que trabalhou na empresa.


O documento também fornece informações sobre as condições ambientais de trabalho, especialmente se sua finalidade é atender aos requisitos de aposentadoria especial. Outros documentos importantes incluem carteira de trabalho e cheques consignados que indicam o recebimento de valores adicionais devido a riscos funcionais.


Além disso, os interessados também podem adicionar relatórios técnicos sobre condições de trabalho ambiental (LTCAT). No caso da Moto Boy prestar serviços às corporações, a responsabilidade da PPP é da empresa. Uma pessoa que trabalha como autônoma é responsável pela emissão de documentos por conta própria.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem