Atenção! MUDANÇA no salário mínimo pode pegar brasileiros de SURPRESA; Entenda

Imagem: Reprodução/Google



Após a notícia de que a equipe econômica de Bolsonaro cortou as despesas da União provocou polêmica, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou sua intenção de elevar o salário mínimo acima da inflação em um desempenho ao vivo no último sábado, 22.


Com essa medida, também serão beneficiados os rendimentos das aposentadorias, pensões e serviços públicos. A promessa do chefe da pasta foi feita durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, que contou com a presença do presidente e candidato à reeleição de Jair Bolsonaro (PL).


"Trabalhadores de confiança, aposentados, pensionistas, o presidente Bolsonaro, é claro que se fizermos aumentos salariais, pensões e pensões durante a pandemia, durante a guerra, podemos dar um aumento acima da taxa de inflação agora que sobrevivemos à pandemia. Durante a guerra, aumentamos a inflação", disse Geddes.


O ministro citou os sacrifícios feitos pelos funcionários públicos após dois anos de ajuste. Segundo ele, essa categoria vai subir acima da taxa de inflação. "Portanto, os trabalhadores superarão o salário mínimo acima da inflação, pensões e benefícios e agora superarão as taxas de inflação pela primeira vez", acrescentou.


Polêmica do salário mínimo


O debate sobre o novo salário mínimo 2023 começou após informações da Pasta Econômica apontarem possíveis ações para redescobrir as leis que regem as contas públicas do país.


O objetivo da equipe é reformular os tetos de gastos e retardar o crescimento dos gastos que pressionam o orçamento, como benefícios da Previdência Social atrelados ao salário mínimo. Nesse caso, essa ação quebraria o piso, levando em conta o valor mínimo pago aos beneficiários.


Diante da influência negativa, durante a live, Guedes acusou a oposição de mentir sobre o assunto.


"É muito embaraçoso mentir e roubar a esperança do povo brasileiro dizendo que eles tiram a tranquilidade do povo brasileiro, tiram dinheiro do salário, tiram do salário mínimo, tiram da aposentadoria, roubam a esperança do povo brasileiro, já roubaram outras coisas antes, muito", disse.


Quando questionado sobre o assunto, Guedes negou a realização do exame, mas confirmou que a ideia de desindexar despesas era um conceito que ele sempre defendeu. "É claro que um aumento do salário mínimo e das pensões é pelo menos igual à inflação, mas pode ser assim até que se torne mais, e quando se trata de remover o índice, as pessoas geralmente pensam que é menor do que a taxa de inflação, mas pode ser o contrário", concluiu o chefe da equipe econômica em uma coletiva de imprensa.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem