Dirigir com a CNH antiga pode gerar multa? Confira como solicitar a nova habilitação

Imagem: Reprodução/Google




A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para brasileiros passou por uma série de mudanças e adquiriu uma versão mais moderna. O documento, que está em vigor desde junho deste ano, inclui uma série de dispositivos que mudam sua aparência, mas também os tornam mais seguros.


Entre as mudanças desenvolvidas pela Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) está o uso do nome social e do pertencimento emocional do motorista que deseja fazê-lo. Outras mudanças importantes são:


Cor: Habilitado adquire uma nova cor verde, com detalhes amarelos e gráficos.

QR Code: O item armazena todas as informações do documento, como a foto do motorista.

Código Internacional: A nova CNH inclui o mesmo código internacional usado em passaportes.

Idiomas: As informações são impressas em português, inglês e francês.

Imagens ilustrativas: Os tipos de veículos que o motorista é capaz de dirigir são determinados pelas ilustrações na tabela, bem como possíveis restrições médicas e/ou pelo exercício de atividade remunerada.


Ainda não mudei minha CNH, serei multado?


Não, quem tiver o documento antigo dentro do prazo de validade não será multado. Ele ainda é normalmente válido até o vencimento, portanto não há necessidade de apressar a nova versão da CNH.


De acordo com as regras, o prazo de validade da licença varia de acordo com a idade do motorista. As opções são:


Motorista até 49 anos: validade de 10 anos;

Motorista entre 50 e 69 anos de idade: validade de 5 anos;

Motorista com 70 anos ou mais: Válido por 3 anos.


Por outro lado, a não renovação da CNH no prazo de 30 dias após o seu vencimento é uma violação gravíssima. O motorista está sujeito a multa de 293,47 Riyals brasileiros, mais sete pontos na carteira e manter o carro até que o documento seja renovado.


Quem precisa trocar também?


Além dos motoristas com carteira vencida, a nova CNH será emitida para quem pegar a primeira via; o aplicativo de 2ª via; a substituição do temporário pelo final; inclui uma categoria; o procedimento de reabilitação; a troca de cidadão com o estrangeiro; ou a resolução de eventuais irregularidades.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem