É possível realizar financiamento de imóveis com o FGTS?

Imagem: Reprodução/Google




O Governo Federal anunciou recentemente uma nova portaria que permite que famílias de baixa renda comprem imóveis com saldo futuro do FGTS. Assim, são criadas regulamentações para modelos de financiamento imobiliário concedidos às famílias em situação de vulnerabilidade social e economicamente.


Ao efetuar o pagamento do fundo, há um desconto nos depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que os empregadores buscam para comprar imóveis para essas famílias.


No documento, a portaria visa principalmente aumentar o acesso ao financiamento habitacional nacional decorrente de declínio ou supressão do valor da entrada em operações de financiamento imobiliário que ocorre com os recursos do FGTS.


Operações devem ser feitas a partir do Casa Verde e Amarela


A tarefa de solicitar financiamento imobiliário pelo FGTS deve ser feita a partir dos programas Casa Verde e Amarela para reduzir o alto déficit habitacional que existe no Brasil.


Ao servir de estímulo para o setor imobiliário, o projeto pode beneficiar tanto o governo federal quanto a construção civil, um dos setores que mais crescem no Brasil.


Portanto, os trabalhadores que optarem por utilizar o saldo do FGTS para a construção do imóvel manterão o valor bloqueado, pois ele funciona como garantia de pagamento.


Preciso provar minha renda para financiar meu patrimônio com o FGTS?


Na época da publicação da portaria, o benefício só poderia ser utilizado por famílias com renda bruta mensal de R$ 4.400, que atualmente é pouco superior aos três salários mínimos.


Também é muito importante para as famílias que decidem usar o saldo do FGTS para financiamento imobiliário sabendo que as condições são válidas apenas para a compra de um imóvel por cada beneficiário do programa.


Em nota oficial, o Departamento de Desenvolvimento Regional disse na época que era responsável por todos os riscos que poderiam estar envolvidos na operação. Também foi apontado que os critérios para suspensão do parcelamento são válidos por até 6 meses.


Acordo será estabelecido por meio da Caixa Econômica Federal


Esse acordo é a utilização do Fundo de Garantia para o financiamento de imóveis estabelecidos entre a Caixa Econômica Federal e o Conselho do FGTS, e todos os recursos que não foram pagos serão adicionados ao saldo devedor do Fundo.


Outra proposta que veio do Conselho de Corretores de Imóveis da Federação é que o futuro FGTS também seja incluído e aceito na compra de imóveis populares utilizados.


Neste caso, será substituída por novas unidades elaboradas a partir dos programas habitacionais Casa Verde e Amarela.


Vale ressaltar que o FGTS são direitos e benefícios de todos os trabalhadores que trabalham sob o regime CLT, valor que é pago diretamente pelo empregador.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem