Novo RG tem validade de apenas 5 anos para ESTE grupo; Veja quem são

Imagem: Reprodução/Google


Há alguns meses, o governo federal anunciou a criação de uma nova carteira de identidade nacional. Comumente referido como RG Digital, ele estará disponível em uma versão online. Junto com isso, o governo anunciou algumas mudanças no novo RG.


Portanto, muitos estados estão trabalhando para se adaptar ao processo de emissão de novos documentos. Entre as mudanças está o fato de que o documento é válido por apenas 5 anos, para um determinado grupo de pessoas. Veja os detalhes abaixo.


O novo RG só é válido por 5 anos para este grupo


A partir de agosto, os seguintes estados começaram a emitir novos RGs:


  • Acre;
  • Goiás;
  • Minas Gerais;
  • Paraná,
  • Rio Grande do Sul.


Em geral, o novo RG será o documento oficial dos brasileiros. No entanto, os requisitos para um novo modelo de identificação ocorrerão apenas daqui a 10 anos. Portanto, mesmo que o documento seja oficial, todo cidadão tem tempo suficiente para mudar para o novo modelo.


Além disso, o novo RG mudará gradualmente e se tornará a primeira questão livre de rotas. Além disso, aqueles com até 60 anos são válidos por até 10 anos. Pessoas mais velhas, por outro lado, não precisam mais trocar.


Já para crianças até 11 anos, o prazo de validade do novo RG será de 5 anos. Portanto, para esse grupo, os novos documentos têm um prazo de validade menor do que outros documentos.


Outras mudanças


Em geral, o principal objetivo do novo RG digital é unificar as informações dos cidadãos brasileiros por meio do CPF. Isso significa que o novo RG não terá mais um número único e conterá apenas 11 números para o CPF.


Portanto, espera-se que traga mais segurança aos dados brasileiros, e crimes como fraudes e fraudes também devem ser evitados. O novo ID também vem com novos itens de segurança que dificultam a adulteração do cartão de identificação.


Por fim, o novo RG tem uma versão digital da documentação que gov.br pode acessar. Portanto, a necessidade de andar por aí com documentos físicos é descartada.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem