Presidente Jair Bolsonaro diz que já sabe como pagar R$ 600 do AUXÍLIO em 2023; Veja detalhes

Imagem: Reprodução/Google




O presidente Jair Bolsonaro (PL) reiterou que pagará R$ 600 em auxílio ao Brasil no próximo ano se for reeleito em 30 dias. O candidato disse que já sabe como pagar benefícios com esse valor em 2023. O sinal oficial atual é que não há orçamento para pagar um projeto dessa magnitude.


Ele disse que já sabe qual é a maneira certa de financiar o Brasil de R$ 600 mil no ano que vem, mas o fato é que Bolsonaro não explicou qual foi essa solução. O presidente disse apenas que já conversou com aliados do governo e já decidiu que é possível pagar R$ 600 em ajuda brasileira em 2023.


"O auxílio de R$ 600 para o Brasil é garantido a todos os governos, e isso está acordado com Paulo Guedes. Recursos, sabemos de onde eles vêm", disse. "Temos fontes para buscar esse recurso porque ele já está garantido", acrescentou o presidente. Ele também comentou sobre o envio da proposta orçamentária do próximo ano mostrando o valor de R$405 em janeiro.


"No ano passado, deixamos o valor mínimo pago por família em R$41 e fizemos o Brasil ajudar R$400, mas também não havia previsão na LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2021. Sabemos como fazer e vamos fazê-lo", disse ele.


Nesta semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu com o deputado Arthur Lira (PP-AL) em Brasília. As informações dos bastidores explicam que discutiram com precisão a questão da manutenção da ajuda ao Brasil. Mas eles devem esperar a definição da eleição para dar uma resposta mais definitiva sobre o assunto.


13º salário também pesa muito no orçamento


Este ano, o debate sobre o orçamento de 2023 está ganhando força, em grande parte devido a promessas. Do lado do presidente Jair Bolsonaro, não é apenas a questão da ajuda de R$ 600 ao Brasil que pesa muito.


Candidatos do PL também se comprometeram a pagar um décimo terceiro para as mulheres que participam do Brasil. A ideia é fazer a transferência no final de cada ano a partir de 2023. Mais de 17 milhões serão cumpridos, e seus custos serão de 10 bilhões de reais.


Bolsonaro também prometeu pagar mais R$ 200 para quem conseguir emprego formal. Essa ideia ainda não está oficialmente regulamentada, mas certamente culminará em mais gastos públicos.


Auxílio Brasil seguirá em 2022


Para o ano de 2022, o pagamento recorrente do auxílio brasileiro continua sendo mínimo de R$600 por família, sem acréscimos óbvios. Também não há previsão para 13 de dezembro do próximo ano.


Em Outubro, pouco mais de 21 milhões de pessoas poderiam se beneficiar de benefícios sociais, segundo dados do Ministério da Cidadania. A pasta mostra que esse número é o maior da história do programa. Veja o calendário de pagamento deste mês:


11 de outubro: Usuários com NIS final 1
13 de outubro: Usuários com NIS final 2
14 de outubro: Usuários com NIS final 3
17 de outubro: Usuários com NIS final 4
18 de outubro: Usuários com NIS final 5
19 de outubro: Usuários com NIS final 6
20 de outubro: Usuários com NIS final 7
21 de outubro: Usuários com NIS final 8
24 de outubro: Usuários com NIS final 9
25 de outubro: Usuários com NIS final 0

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem