Alguns produtos consumidos pelos brasileiros ficaram 100% mais caros desde a última Copa. Confira!

Imagem: Reprodução/Google



A última Copa do Mundo foi realizada na Rússia, em 2018, quando a seleção francesa se estabeleceu como grande campeã. O jogo é como ontem, mas muita coisa mudou nos últimos quatro anos. O Brasil precisou de muito esforço para controlar a pandemia de covid que assolava o mundo e a inflação durante esse período.


No entanto, a crise econômica causada pelo lockdown, em que muitas empresas e lojas comerciais tiveram que fechar, trouxe muitas dificuldades para a população. Na verdade, essa diferença entre as duas Copas do Mundo era diferente de tudo o que já tínhamos visto antes, incluindo um ressurgimento da inflação.


Alguns itens consumidos pela população ficaram 100% mais caros. De acordo com o Índice Amplo de Preços ao Consumidor (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a inflação acumula um crescimento de 26,7% entre julho de 2018 e outubro de 2022.


Isso significa que, neste momento crítico para os brasileiros, os torcedores da seleção devem estar mais caros do que antes. De fato, de acordo com um estudo da XP Investimentos, desde a última Copa do Mundo, houve um aumento significativo de cerca de 100% de alguns produtos consumidos pela população.


Itens em destaque


Como as embalagens de adesivos relacionadas à Copa do Mundo, que ficou 100% mais cara de 2018 para 2022, podemos destacar alguns itens que fizeram um grande overprice. Por exemplo, alguns produtos, como a carne, tornaram os churrascos de dia de jogo muito mais caros para os fãs. Aumentou 75% durante este período.


Outro item que foi muito utilizado durante a Copa do Mundo foi a camisa da seleção brasileira. Tornou-se 40% mais caro aqui desde 2018, o refrigerante subiu 26,5%, a cerveja subiu 23% e a televisão nacional aumentou 9,8%. A propósito, todos os itens estão relacionados à Copa do Mundo no Catar.


Mais um campeonato


Em paralelo com a Copa do Mundo, há um campeonato internacional sobre qual país controla melhor sua inflação.
Como a crise da pandemia afetou todo o planeta, o cenário de preços elevados afeta todos os países também. Algumas regiões são melhores no controle dos preços ao consumidor.


Vale ressaltar que os países ainda sofrem com as dificuldades apresentadas no clímax da pandemia, há dois anos. Há muitos riscos econômicos e políticos que estão perturbando o sistema financeiro de todo o estado, e medidas são necessárias para conter a inflação.


Vários países apresentaram medidas diferenciadas para conter os aumentos de preços. Muitos deles voltaram à mesma situação econômica de antes da crise da covid já em 2021. Até agora, alguns sofreram com um cenário de inflação alta, dificultando a recuperação.


Deve-se notar que as pressões inflacionárias se tornaram um desafio para vários países, refletindo desequilíbrios econômicos em meio à crise. Segundo previsões do Fundo Monetário Mundial (FMI), entre 2019 e 2022, países como Brasil, Argentina, Espanha e Uruguai já perderão a Copa do Mundo da inflação no primeiro turno.


Inglaterra e França, dois países importantes na Copa do Mundo, tiveram bons resultados no controle da inflação. Camarões, por exemplo, estava no meio, acumulando uma alta de 10% durante esse período, e foi posteriormente desclassificado. Da mesma forma, no Brasil, nos últimos quatro anos, o índice de preços ao consumidor para diversos produtos aumentou 23%.


Alta do preço dos produtos


A taxa de inflação em 2022, medida pelo IPCA brasileiro, deve ser de 5,6%, ligeiramente acima do limite máximo estipulado pelo Banco Central (BC). O governo tenta conter o índice de preços com diversas estratégias, como cortes de ICMS em produtos e serviços, juros elevados e programas sociais.


O país anunciou a deflação este ano durante três meses, de julho a setembro, trazendo um certo alívio para o bolso dos brasileiros. Com a Copa do Mundo do Catar chegando em 20 de novembro deste ano, precisamos gastar um pouco mais de dinheiro para que possamos torcer pelo processo de seleção com nossos amigos e familiares.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem