Caixa Econômica Federal volta a emprestar dinheiro HOJE (14/11) para quem está no Auxílio Brasil; Saiba mais

Imagem: Reprodução/Google




Nesta Segunda-Feira (14), a Federação Caixa Econômica retomou oficialmente a liberação das folhas de pagamento da ajuda brasileira. O crédito estava suspenso desde 1º de novembro devido a períodos de processamento da folha de pagamento para benefícios. A reabertura permite que os usuários solicitem novamente dinheiro no sistema do banco.


Desde a liberação da empresa brasileira de ajuda, a Caixa já fez três suspensões de créditos. O primeiro deles aconteceu devido a uma falha no sistema e durou dois dias. A segunda foi por recomendação do TCU e durou apenas um dia.


A terceira foi a parada mais longa. Devido ao procedimento de processamento dos dados dos usuários, o sistema de folha de pagamento ficou fora do ar por 14 dias. A Caixa Econômica Federal já confirmou que essa paralisação ocorre todos os meses porque o sistema dataprev faz isso todos os meses.


Vale lembrar que esse período de suspensão só atinge novos pedidos. Todos aqueles que fizeram um pedido durante o mês de outubro e aceitaram o sistema seguiram o ritual como de costume e o desconto já foi confirmado a partir deste mês de novembro.


Os cidadãos interessados no salário do auxílio brasileiro podem ser solicitados ao banco por meio do requerimento da Caixa Tem ou por meio da casa lotérica ou agência bancária. Os cidadãos têm de escolher a melhor forma de apresentar pedidos em resposta a perguntas individuais.


Como funciona o consignado


O salário do auxílio brasileiro é um sistema de crédito destinado apenas a usuários de programas sociais. Pessoas físicas que fazem parte do Instituto Nacional de Benefícios Continuados (BPC) do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também podem fazer solicitações.


Uma vez que o pedido é aceito, o usuário terá que pagar a dívida na forma de um desconto salarial mensal. Portanto, os cidadãos recebem menos por mês até que possam pagar integralmente.


Uma vez que o pedido é aceito, o usuário terá que pagar a dívida na forma de um desconto salarial mensal. Portanto, os cidadãos recebem menos por mês até que possam pagar integralmente.


De acordo com as regras gerais do programa, esse desconto deve ser de até 40% ao mês. A taxa de juros escolhida pelo banco não pode ultrapassar 3,5% ao mês, devendo os cidadãos pagar suas dívidas no prazo máximo de 24 meses.


Reclamações 


Recentemente, alguns usuários que solicitaram salários para o auxílio brasileiro usaram as redes sociais para reclamar de possíveis erros no sistema de descontos encomendado pela Caixa Econômica Federal.


Alguns dos usuários disseram que o contrato indicava que o desconto salarial só começaria a se acumular em dezembro e chegaria já em Novembro. Eles teriam notado esse movimento através do extrato já mostrado no aplicativo oficial do Auxílio Brasil.


A Caixa Econômica Federal explicou que o desconto é esperado para novembro. "Sua parcela do empréstimo será debitada automaticamente do primeiro lucro que você receberá após o emprego, e a data de 07/12 no extrato do contrato é o prazo para a Caixa receber o valor do Ministério da Cidadania", diz a mensagem que o banco está enviando aos seus clientes.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem