LULA anuncia NOVO AUXÍLIO DE R$150; Confira quem poderá receber e como se inscrever

Imagem: Reprodução/Google




A partir de 2023, o Governo Federal poderá prestar um novo tipo de atendimento emergencial de R$ 150. A proposta ganhou força após a eleição do último domingo (30), quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi eleito presidente. O benefício em questão era uma das promessas de sua campanha presidencial.


Mas afinal, quem pode receber um novo projeto no valor de R$ 150? De acordo com informações oficiais, a ideia é pagar o saldo apenas para aqueles que já participaram do programa Help Brasil, ou seja, aqueles que não pagaram seus salários.


Trata-se de um benefício adicional e pode ser adicionado com a quantidade mínima de auxílio brasileiro. Assim, a mesma família pode receber R$ 600 e R$ 150 do saldo base do projeto, que será um total de R$ 750 em um único cenário de pagamento. Em alguns outros casos, o valor pode subir ainda mais.


Como regra geral, quem pode receber adicional é aqueles que têm filhos menores de 6 anos em casa. Por se trata de um equilíbrio cumulativo, quanto mais crianças nessa faixa etária, mais a família recebe. Por exemplo, uma casa com três crianças menores de 6 anos receberá um adicional de R$450, além de R$600 para auxílio brasileiro.


De qualquer forma, é importante ressaltar que os benefícios ainda não foram confirmados oficialmente. Como dito, é apenas a promessa do candidato Lula naquele momento. Até agora, ainda não há nada oficial, e mudanças nesse sentido devem passar pela peneira da Assembleia Nacional até o final deste ano.


Como faço para receber os $150?


Você não precisa se cadastrar para receber R$150 de auxílio. O projeto ainda não foi aprovado e regulamentado, mas, na verdade, o saldo é destinado apenas para quem já está em programas sociais.


Cadunico já tem informações detalhadas sobre cada família. Assim, o governo federal pode saber quantos e onde há moradias com crianças menores de seis anos. Ao verificar esses números, o poder executivo pode repassar automaticamente o dinheiro.


Além disso, o saldo poderia ser direcionado exatamente para a mesma conta que os cidadãos estão acostumados a receber dinheiro da ajuda brasileira. A data de lançamento é basicamente a mesma.


Reuniões sobre o Auxílio


Nesta Quinta-Feira (3), os membros eleitos do governo devem participar de uma reunião com o senador Marcelo Castro (MDB-PI), relator da proposta orçamentária da Assembleia Nacional. A reunião contará com a presença do senador eleito Wellington Diaz (PT-PI).


Ambos devem discutir não só a questão da criação de novos auxílios adicionais por R$ 150, mas também muitos outros pontos, como a manutenção do valor do auxílio brasileiro na casa de R$ 600 no próximo ano.


Hoje, os planos orçamentários indicam que o repasse deve cair em R$ 405 e não prevê adicional para famílias com crianças menores de 6 anos. Os governos eleitos precisam trabalhar na mudança para cumprir o que prometeram em suas campanhas

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem