Quem precisa tirar a nova identidade ESTE mês? Descubra!

Imagem: Reprodução/Google





O Governo Federal anunciou que vai substituir o antigo Registro Geral (RG) por um novo Cartão Nacional de Identidade (CIN). Modelos exclusivos válidos para território nacional começaram a ser emitidos em 4 de agosto em partes do estado brasileiro.


Uma das mudanças importantes é a numeração unificada com registros individuais (CPFs). Até então, era possível ter 27 números diferentes que levariam um RG em cada estado do Brasil e um no Distrito Federal.


"Gradualmente, cada estado ficará sem carteiras de identidade: há 26 estados e distritos sindicais, cada um com sua própria carteira. Isso acaba. Há um bilhete de identidade único do cidadão", explicou Luís Eduardo Ramos, ministro da Secretaria do Gabinete do Presidente da República.


Além dos documentos físicos já conhecidos, os cidadãos também podem acessar uma versão digital de sua identidade por meio de Gov.br.


Informações importantes


Confira algumas mudanças importantes.


  • Identificação única por meio do CPF para todo país;
  • Validação por QR Code, inclusive offline;
  • Código MRZ (Machine Readable Zone), o mesmo que consta nos passaportes;
  • Biometria obrigatória;
  • Identificação de doador de órgãos.

Quem precisa mudar sua identidade?


O prazo para o Estado adaptar o sistema e começar a emitir novas identidades termina em 6 de março de 2023. Até lá, a substituição será realizada de forma gradual até 2032.


Informações importantes é que a CIN tem um período de validade, que é determinado dependendo da idade do cidadão. Confira o que é o quê:


0 a 12 anos: 5 anos.

12-60 anos Incompletos: Validade 10 anos

Mais de 60 anos: Validade indeterminada.


Até o momento, além do Distrito Federal, os estados do Acre, Pernambuco, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul podem emitir novas identidades.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem