Sebrae realiza mutirão de crédito e renegociação de dívidas. Veja como participar

Imagem: Reprodução/Google






De 8 a 11 de Novembro, o Sebrae conduzirá uma força-tarefa para ajudar os empreendedores a ganhar crédito para investir em seus negócios e renegociar dívidas corporativas. O programa, em parceria com o Banco Brasil, Banese, Caixa Econômica Federal, Banco Bradesco e Banco Nordeste, acontecerá das 9h às 13h na sede do Sebrae em Aracaju (Sergipe).


A multirão inclui apenas pessoas jurídicas (microempreendedores individuais, proprietários de microempresas, pequenas e médias empresas), ou seja, pequenas e médias empresas com CNPJs. Dessa forma, você tem a oportunidade de conversar com representantes de instituições financeiras para acessar a linha de crédito que melhor se adequa às suas necessidades.


Negociação


Além disso, os empreendedores também podem renegociar as seguintes dívidas:


  • Capital de giro;
  • Cheque especial;
  • Cartão de crédito;
  • Recebíveis;
  • Financiamento de ativos fixos.


Além disso, você pode contar com condições especiais, como prorrogação do prazo de pagamento, redução de juros sobre dívidas com mais de 60 dias, prazo de carência para pagamento da primeira parcela.


Serviço


Por isso, para participar, os empreendedores devem comparecer à cabeceira do Sebrae na Rua Tancredo Neves, 5.500 Bairro América. Portanto, você precisa aguardar o serviço, indicando a instituição financeira com a qual deseja conversar.


Endividamento


Segundo o estudo "O Pulso das Pequenas e Médias Empresas" realizado pelo Sebrae com a Fundação Getulio Vargas (FGV), a proporção de micro e pequenas empresas inadimplentes, incluindo microempreendedores individuais (MEIs), atingiu o menor nível registrado em toda a série histórica, de 19%.


O maior índice (41%) foi registrado entre o final de maio e o início de julho de 2020.


Além disso, o estudo mostrou que os empreendedores prestam mais atenção à adoção de crédito. Assim, o percentual de MEIs e micro, micro e micro empresas que buscavam empréstimos nos três meses anteriores à pesquisa foi de 26%. Mas apenas 4 em 10 tem crédito.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem