Atenção! Novo Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, diz que PIX não será taxado; Confira detalhes

Imagem: Reprodução/Google




Segundo o futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad, "não há possibilidade" de que o governo Lula pague o PIX. Para Haddad, a tributação atrapalha o crédito. "O Brasil está perdendo e ainda perde algumas oportunidades nesse sentido, então como você tributa pix? Precisamos reformar na direção oposta", disse.


O futuro ministro comentou sobre a importância de dar crédito, mas Haddad não é a favor de empréstimos salariais para a ajuda brasileira. Para alguns profissionais, as modalidades de crédito podem prejudicar ainda mais famílias que já estão em situação de vulnerabilidade social.


Entendendo o sistema de pagamento


O PIX é um sistema de pagamento instantâneo do banco central criado em 2020. Com esse recurso, você pode transferir recursos entre contas a qualquer momento, incluindo fins de semana e feriados, em segundos. Os sistemas de pagamento estão ganhando novos usuários a cada dia, de modo que 5,4 bilhões de transações foram feitas apenas no segundo trimestre de 2022.


De acordo com o Banco Central, as transferências por meio do PIX podem ser feitas a partir de uma conta corrente, conta poupança ou uma conta de pagamento pré-paga. O município diz que, além de aumentar a velocidade de pagamentos e transferências, o PIX pode aproveitar a competitividade e a eficiência do mercado, além de promover a digitalização e promover a inclusão financeira dos cidadãos.


Outra vantagem que vem atraindo cada vez mais usuários é a facilidade de uso do PIX, já que você não precisa saber todos os dados do destinatário para fazer a transferência. Ou seja, para transferir o valor, o usuário só precisa de uma chave cadastrada pelo indivíduo que receberá o dinheiro.


De acordo com o BC, os indivíduos podem registrar até 5 chaves PIX, enquanto as empresas podem registrar até 20 chaves. Atualmente, é possível cadastrar CPF/CNPJ, e-mail, celular, além de gerar chaves aleatórias. Vale informar que o registro da chave PIX deve ser realizado nos canais oficiais da instituição relevante do usuário.


Saiba mais sobre como usar sistemas de pagamento.


O Banco Central afirma que o PIX foi criado com o objetivo de revolucionar os meios de pagamento no país. Atualmente, os usuários do sistema podem usar o PIX para uma variedade de propósitos, incluindo:


  • Transferências de pessoa para pessoa
  • Pagamento em alguns estabelecimentos comerciais que aceitam modalidades, seja em lojas físicas ou e-commerce.
  • Pagamentos de prestadores de serviços ou entre empresas.
  • Arrecadação de rendimentos de instituições públicas federais, aluguel de prédios públicos, serviços administrativos e educacionais, multas, etc.
  • Pagamento de cobranças
  • Pagamento de contas de serviços públicos de eletricidade, telecomunicações (telefones celulares, Internet, televisão a cabo, telefones fixos), água e outros serviços públicos.
  • Arrecadar doações do FGTS e contribuir com a sociedade.

É importante notar que o PIX é muito seguro e possui vários mecanismos de segurança projetados para proteger seus usuários. No site do Banco Central do Brasil você pode ver mais informações e esclarecer suas dúvidas sobre o sistema de pagamento que vem ganhando cada vez mais espaço no país.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem