Contas do Caixa Tem serão suspensas pela Caixa Econômica Federal em 2023? Entenda

Imagem: Reprodução/Google



A mudança de Governo levantou muitas questões sobre a continuidade de certos programas sociais e outras iniciativas criadas durante o mandato de Jair Bolsonaro. Uma das principais dúvidas diz respeito ao aplicativo Caixa Tem lançado em 2020.


A ferramenta da Caixa Econômica Federal foi originalmente destinada a viabilizar o pagamento do auxílio emergencial, programa de transferência de renda que terminou em 2021. No entanto, acabou adquirindo novas funções e hoje também é utilizado na transferência de ajuda brasileira.


Embora seu lançamento tenha sido durante o regime Bolsonaro, a Caixa planeja continuar executando o aplicativo após a posse do presidente Luis Inácio Lula da Silva. Portanto, os brasileiros que utilizam os serviços da Caixa não precisam se preocupar.


Serviços do Caixa Tem


A plataforma é uma excelente aliada na bancarização dos cidadãos, especialmente dos mais pobres. Atualmente, o aplicativo oferece um pacote completo de serviços, tais como:


  • Saques com código;
  • Depósitos;
  • Transferências;
  • Compras com o cartão virtual;
  • Empréstimos;
  • Antecipação do saque-aniversário do FGTS;
  • E muito mais.


Apoiando o Brasil em 2023


Os beneficiários que recebem ajuda do Brasil devem estar cientes das mudanças significativas anunciadas pela equipe de Lula. Em 2023, o programa passará a se chamar Bolsa Família e terá que restaurar algumas das regras abandonadas nos últimos anos pela administração federal.


Para garantir que a parcela de R$ 600 fosse mantida, Lula teve que editar a proposta de emenda constitucional, a transição da PEC, porque não havia recursos no orçamento para manter o valor no nível atual. O documento foi aprovado pelo Senado e aguarda votação na Câmara dos Deputados.


A boa notícia para as famílias de baixa renda é que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, aprovou a liberação de créditos especiais para programas que garantem aos brasileiros uma renda mínima. Isso permite que o novo governo continue contando com a PEC para pagar R$ 600 por mês.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem