Investidores estão processando Neymar e outras celebridades. Veja por que o nome do jogador brasileiro está envolvido.

Imagem: Reprodução/Google





Um processo foi aberto no tribunal federal de Los Angeles. Nele, os investidores estão processando Neymar e outras celebridades conhecidas mundialmente por ajudar a inflar o valor da coleção NFT do Bored Ape Yacht Club.


Esta é uma ação conjunta movida por um grupo de investidores de macacos entediados. Segundo eles, as celebridades que endossaram este NFT não deixaram claro que o fariam.


Como uma transação, o preço do ativo foi artificialmente inflado, de modo que os investidores adquiriram NFTs a um preço muito alto. Enquanto isso, a coleção Bored Ape NFT sofreu uma forte desvalorização e os investidores sofreram perdas.


Investidores processam Neymar, Madonna, Paris Hilton, Bieber e outros


O brasileiro Neymar não é o único jogador citado na partida. Assim, Yuga Labs (dono da NFTs Bored Apes), o agente Guy Oseary representando várias celebridades de Hollywood e a MoonPay USA (uma empresa controlada por Oseary) são processados.


Também são mencionados o apresentador e ator Jimmy Fallon, a cantora Madonna, a socialite Paris Hilton e o cantor Justin Bieber. Em todos esses casos, a tarifa é a mesma.


Isso significa que as celebridades entendem ou afirmam investir em NFTs chatos de macacos. No entanto, eles não informaram que se tratava de uma parceria remunerada. Por sua vez, os investidores acreditavam na singularidade do ativo.


Assim, os investidores que processaram Neymar acabaram sendo induzidos a comprar os chatos NFTs de macacos por um valor artificialmente inflado.


Casos semelhantes já ocorreram


Várias celebridades foram acusadas de apoiar ativos digitais sem esclarecer que os receberam. É o caso de Floyd Mayweather Jr. e Kim Kardashian.


Embora o julgamento não tenha prosseguido, Kim chegou a um acordo de US $ 1,26 milhão com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC). Ela também concordou em não divulgar ativos digitais por três anos.


Além disso, a modelo brasileira Gisele Bündchen e seu ex-marido Tom Brady estão sendo processados por divulgar os ativos da corretora FTX, que faliu este ano e exacerbou a crise no mercado de criptomoedas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem