Presidente Bolsonaro assina nomeação de comandante do Exército indicado por Lula; Entenda detalhes

Imagem: Reprodução/Google





O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou a nomeação do general Júlio César de Arruda como novo comandante do Exército. Arruda é o candidato a presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e deve assumir interinamente nesta sexta-feira, sexta-feira, 30, antes da posse do Petista. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira, dia 28.


O documento justifica a nomeação "sob o comando do Exército, por necessidade de serviço". Arda será chefe do departamento de engenharia e construção e será responsável pelas forças armadas, substituindo Marco Antonio Frei Legomez, que foi exonerado na mesma publicação.


O novo comandante faz parte de uma lista de militares selecionados por Lula e pelo futuro ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, que participaram das negociações para garantir a expectativa de um intercâmbio. Essa mudança também ocorrerá no próximo domingo, no contexto das preocupações de segurança para a posse do 1º Lula.


Na semana passada, artefatos explosivos e armas foram apreendidos em Brasília. Um homem que fazia parte de um acampamento de bolso perto do quartel do exército foi preso por tentar explodir um caminhão de combustível perto de um aeroporto na capital federal.


A avaliação feita pelo entorno de Lula e em diálogo com o Exército é que a melhor opção é que o nome escolhido pelo PT já esteja sob o comando e esclarecimento do novo general. Espera-se que isso leve a uma desmobilização mais rápida e generalizada dos campos bolsonistas perto das unidades do exército.


A cerimônia de troca está marcada para acontecer nesta sexta-feira, em Brasília, e contará com a presença de Múcio e do atual ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem