Presidente Bolsonaro faz oração com apoiadores, sem discurso, na véspera de diplomação de Lula; Acompanhe

Imagem: Reprodução/Google





O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez orações com apoiadores em frente ao Palácio Alvorada neste Domingo (11), às vésperas da formatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


O presidente, que não fez um discurso, acenou para seus apoiadores e os acompanhou até a cerimônia de hasteamento da bandeira.


Em nome de Bolsonaro, o pastor pediu a seus apoiadores que fizessem orações. "Nós, o povo brasileiro, somos 88% de cristãos, católicos e evangélicos", disse, exigindo que o grupo ore pelo país.


O ex-ministro do Turismo Gilson Machado, que foi nomeado chefe da Embratur (Agência Internacional de Promoção Turística do Brasil) por Bolsonaro após a eleição, também esteve presente.


Centenas de apoiadores que se reuniram às portas do amanhecer desde o início da tarde gritaram "Fica, Bolsonaro", pediram ao presidente que "não dê status a bandidos" e repetiram lemas bolsonaristas como "Deus, Pátria, Família, Liberdade". A faixa ainda está estampada com "Supremo é o Povo".


O ato aconteceu nesta segunda-feira (12) às vésperas da cerimônia de formatura de Lula, que ele recebe com o vice-presidente Gerald Alcmín, um diploma assinado pelo ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes.


No sábado (10), Bolsonaro participou da cerimônia de proclamação da Guarda Naval no Rio, mas também não fez um discurso por lá.


Após sua derrota na segunda eleição, Bolsonaro assumiu uma postura mais reclusa, com poucas pessoas indo ao Palácio do Planalto ou ao comunicado oficial.


O silêncio foi quebrado nesta sexta-feira (9), agitando apoiadores em um discurso dúbio em Brasília. Bolsonaro disse que assumiu a responsabilidade por seus erros, disse que seus apoiadores determinariam seu futuro e elogiou seus laços com os militares.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem