Sonho de LULA para o Bolsa Família pode se concretizar hoje; Veja!

Imagem: Reprodução/Google




O texto, que garante a preservação do valor do auxílio brasileiro na casa de R$ 600, pode ser votado nesta quinta-feira (15). A PEC de transição libera 145 bilhões de reais dentro do teto de gastos com programas sociais. Espera-se que esta noite o debate comece a ganhar novo ar.


"O Congresso é sensível e quer votar, e teremos essa votação amanhã à tarde", disse o deputado Reginald Lopez (PT-MG).


Mas, de fato, nos bastidores, há uma forte preocupação por parte dos aliados do PT. Há uma análise de que não é possível confirmar que o texto será realmente aprovado. Esse documento conta com o apoio de 3/5 da Câmara dos Deputados, ou seja, 308 dos 513 federais desta atual legislatura.


Algumas questões ainda estão no caminho da votação. Uma delas diz respeito ao conteúdo do texto. Deputados da base bolsonarista na Duma do Estado dizem que é impossível aprovar um documento prevendo a liberação de quase 200 bilhões de reais em dois anos. Eles afirmam querer reduzir o valor e a duração.


De qualquer forma, o mesmo obstáculo está no Supremo Tribunal Federal (STF). Alguns dos legisladores centrais, sob reservas, não ajudarão a aprovar a PEC se o STF declarar que o orçamento secreto é uma prática inconstitucional. Em votação na noite desta quarta-feira (14), a ministra Rosa Weber deu seu entendimento no sentido de que considera a prática não legal do ponto de vista jurídico.


Perspectiva de Votação


Em entrevista nesta semana, o relator da PEC da Câmara, chegou a afirmar que o texto deve ser aprovado até a próxima terça-feira (20). O prazo assustou os aliados do presidente eleito Lula (PT), que acreditam que o texto precisa ser aprovado mais rapidamente.


Na noite desta quarta-feira (14), Nascimento emitiu um comunicado em tom mais ameno, confirmando que o texto também poderia ser aprovado nesta quinta-feira (15) em sessão plenária da Câmara dos Comuns caso houvesse um clima de votação.


"Ainda há [reuniões], e os líderes estão trabalhando nisso porque precisam medir o voto. Quando você tem esse importante PEC, fica claro que na votação você deve ter uma garantia de aprovação. E se houver essa garantia, essa perspectiva de aprovação, ela será submetida à votação ainda amanhã (quinta-feira)", disse Nascimento.


"Se eles puderem provar que têm votos suficientes para apresentar e aprovar o texto que veio do Senado, o texto que veio do Senado será mantido."


PEC do auxílio


Se a aprovação da PEC de ajuda realmente ocorrer, o governo eleito terá o dinheiro necessário para pagar muitas das promessas da campanha. Entre elas está justamente a manutenção do valor do programa na casa de R$ 600.


Além disso, o texto permite criar um adicional de R$ 150 para crianças menores de 6 anos. Pela tabela, a PEC abre espaço para a aprovação de orçamentos maiores com aumento substancial do salário mínimo e aumento de recursos para programas sociais como a Farmácia Popular e o Minha Casa Minha Vida.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem