28.7 C
São Paulo
quarta-feira, maio 22, 2024

Atenção! Clientes da Caixa Econômica Federal recebem ótima; Veja como aproveitar a oportunidade

Veja mais

A Caixa Econômica Federal ampliou para 72 meses o prazo de pagamento das parcelas do Pronampe (programa estadual de auxílio às micro e pequenas empresas). O início da renegociação de um contrato ativo com prorrogação e, por consequência, um recálculo das parcelas ocorreu ontem (28).

Em resumo, essa mudança permite parcelas de menor valor. Essa medida só foi possível por portaria da Secretaria das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e Empreendedorismo (Sempe), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio de Serviços, que altera as condições para renegociação de créditos para o programa.

Quem pode usar a renegociação na Caixa?

Nas negociações, os clientes da Caixa que possuem contratos ativos, em dia ou em atraso, não podem ser suspensos na fase de carência ou respeitados pelo Fundo Garantidor Operacional (FCO).

Para contratos pendentes, parcelas vencidas e não pagas podem ser adicionadas ao saldo devedor. Os interessados (independentemente do perfil do termo) só devem fazer solicitações na agência física da Caixa. Para mais informações, acesse o site do programa.

Por que as medidas são importantes?

Maria Cristina Abdelnour Farah, vice-presidente de operações de varejo do banco estatal, disse que a medida foi um passo importante. Segundo ela, esta medida é fundamental para “fortalecer o setor das PME” e disponibiliza ajustes terminológicos de acordo com “as necessidades dos clientes e a situação financeira”.

Além disso, Maria conta que a iniciativa permite que os empreendedores construam seus compromissos financeiros. Dessa forma, evita-se o fechamento de empresas, há um estímulo para a preservação do emprego e do crescimento econômico no Brasil.

Como funciona uma linha de crédito pro nampe?

A Linha de Crédito Pronampe está disponível para apoiar o desenvolvimento e fortalecimento de microempreendedores individuais (MEIs), microempresas e PMEs. Por isso, cada grupo deve se enquadrar no limite de renda bruta, que varia entre 81 mil reais e 4,8 milhões de reais.

A Caixa já concedeu cerca de R$ 38 bilhões em créditos por meio do Pronampe, beneficiando mais de 345 mil micro, micro e PMEs.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias