17.4 C
São Paulo
sexta-feira, junho 14, 2024

CNH social: Você pode ter direito de tirar sua carteira de motorista 100% gratuita e não sabe; Veja requisitos

Veja mais

O sonho de muitos cidadãos do mundo, principalmente brasileiros, é acessar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Esse documento facilita muito, pois dá ao indivíduo o direito de dirigir um determinado tipo de veículo, dependendo da categoria selecionada.

No entanto, o preço de compra de uma carteira de motorista, não importa a categoria, pode ser bastante alto. Segundo estimativas recentes, levando em conta aqueles que obtêm aprovação primeiro, ou seja, aqueles que não são reprovados, um carro da categoria B sozinho pode ultrapassar R$ 3 mil.

Pensando nisso, o governo se uniu e criou o Programa CNH Popular. Trata-se de um programa que oferece aos cidadãos os benefícios da primeira licença de forma totalmente gratuita. É hora de aprender mais sobre como funciona.

Saiba mais sobre a CNH Popular

Vale destacar ainda que, de acordo com o fato de a CNH exigir custos financeiros significativos dos interessados, existem várias etapas que antecedem o processo final para garantir o documento. Primeiramente, é preciso colocar o Detran em dia para iniciar a etapa da autoescola.

De forma mais clara, os interessados são obrigados a fazer diversos testes de aptidão realizados pelo Detran. Em média, esses exames custam cerca de R$ 400. Além disso, a parte da autoescola é ainda mais cara, afinal, existem provas teóricas e práticas.

Mesmo que o teste seja reprovado, os interessados na CNH ainda terão que fazer o teste novamente. O custo final poderia facilmente ultrapassar US$ 2.500. A CNH Social, ou Popular, por outro lado, pode facilmente isentar as pessoas físicas de todas essas despesas, como Detran e taxas de autoescola.


Para que isso seja possível, é necessário apenas que o interessado no documento atenda a alguns requisitos básicos, afinal, é imprescindível levar em conta os critérios de concessão, já que se trata de um programa tão importante.

Entenda as regras para garantir o documento

Primeiramente, é fundamental entender que o programa funciona em nível estadual. Ou seja, o primeiro passo é verificar com cada estado e município se o programa é aplicado na área. Atualmente, já há potencial em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e vários outros estados.

Desta forma, as regras variam de lugar para lugar, mas no final do dia, as autoridades locais podem exigir certas normas. No entanto, existem algumas regras que são consideradas comuns, ou seja, válidas para todos os interessados. São eles:

  1. Ter uma inscrição ativa no CadÚnico (Cadastro Único);
  2. Ter mais de 18 anos;
  3. Não possuir renda fixa (em alguns locais o valor mínimo da renda pode variar);
  4. Ter cursado o ensino médio em escola pública, de forma integral (em alguns locais pode ser possível ter estudado em escolas particulares com bolsas de 100%).

Além disso, é preciso acessar o Detran local para obter mais informações sobre as regras. Lá você também pode revisar o processo de aprovação, levando em consideração a etapa de seleção.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias