19.9 C
São Paulo
quarta-feira, maio 22, 2024

Novo carro popular! Toyota Vitz de até R$ 50 mil: Brasileiros ficam surpresos com lançamento. Confira as fotos

Veja mais

No último dia, 25/05, o governo federal anunciou um plano de ação que busca incentivar a indústria automotiva nacional por meio da retomada dos carros populares.
Imagem: Reprodução/Toyota

No último dia, 25/05, o Governo Federal anunciou um plano de ação que busca incentivar a indústria automotiva nacional por meio da retomada dos carros populares. No entanto, era seu principal objetivo, aumentar as vendas de carros no país e movimentar o mercado de carros.

Neste plano, espera-se que haja um acordo entre os tipos de veículos duty-free e low-cost. A ideia é que o veículo seja negociado por até R$ 55 mil. O Toyota Vitz, uma versão do Suzuki Celerio, representa uma classe e pode ameaçar outros carros populares, como o Mobi e o kwid.

Afinal, o Toyota Fitz é um carro menor que o antigo Etios, um carro que está fora de linha há algum tempo. Seu comprimento é de cerca de 3,69 metros, e a distância entre-eixos é de 2,43 metros. Portanto, é um carro voltado para consumidores brasileiros que querem um certo conforto mesmo em um carro pequeno.

O modelo da Toyota é maior que o Fiat Mobi com 3,56 metros de comprimento e entre-eixos de 2,3 metros. Assim, o Vitz é um carro popular que é maior em tamanho em comparação com o francês Renault Quaid, que tem 3,68 metros de comprimento e uma distância entre eixos de 2,42 metros.

Toyota Fitz

No último dia, 25/05, o governo federal anunciou um plano de ação que busca incentivar a indústria automotiva nacional por meio da retomada dos carros populares.
Imagem: Reprodução/Toyota

Além disso, em termos de mecânica, o Toyota Fitz perde para os concorrentes. O motor do carro é 1.0 com 65 cavalos de potência. O Mobi tem motor de 74 cavalos e Kwid de 71 cavalos e usa etanol como combustível. Na verdade, ao reabastecer, o carro terá a mesma potência do Toyota Fitz de 65 cavalos.

Assim, o torque do Toyota Fitz é de 9 kg por minuto, menor que os outros dois modelos. Moby tem 9,9 kgfm e Kwid 9,8 kgfm. Como um carro popular, os três modelos têm um interior muito simples. Primeiro, o painel do Vitz é analógico, vem com velocímetro, tela do computador de bordo e luzes de advertência.




O volante do Toyota Fitz é multifuncional, os comandos das janelas estão localizados perto da luz de aviso e trava central. Além disso, carros conhecidos de fabricantes japoneses têm ar condicionado, multimídia, portas USB e sensores de estacionamento. Vale ressaltar que, caso o proprietário deseje, ele pode adquirir alguns itens adicionais.

Carros populares

Gerald Alkmin (PSB), vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio de Serviços, anunciou o anúncio de ações federais destinadas a reduzir o valor de barganha dos carros novos produzidos no país. Em primeiro lugar, planejamos lançar um carro popular.

Uma série de medidas do governo federal deve impulsionar a produção de automóveis no país, reduzindo o preço dos veículos zero quilômetro. Espera-se queda no IPI e PSI/Cofins, reduzindo o valor do carro em 1,5% para 10,96%. Portanto, os descontos devem seguir certos critérios relacionados à produção.

Em suma, o desconto é para carros com preço de até R$ 120 mil, carros energeticamente eficientes e de densidade industrial. Este último refere-se a carros com alto percentual de peças fabricadas no país. Vale ressaltar que estão excluídos os carros que não são produzidos em território nacional.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), anunciou que o pacote de medidas para incentivar a indústria automotiva deve ter duração limitada de cerca de 3 a 4 meses. Em suma, o vice-presidente Alckmin disse que o programa de Governo será publicado 15 dias após o anúncio, ou seja, em 25/05.

Linha de crédito para compra de carros populares

Sobre carros populares, Tarcia Namedeiros, presidente do Banco do Brasil, disse em entrevista recente que os consumidores de carros populares têm uma linha de crédito especial. Ao mesmo tempo, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou uma linha de financiamento para o setor.

Segundo alguns especialistas, além de reduzir impostos e juros sobre carros populares e promover o crédito, é preciso realizar pesquisas sobre medidas que possam promover o desenvolvimento sustentável da indústria automotiva. Por fim, os consumidores esperam uma melhor estruturação dos setores.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias