26.1 C
São Paulo
quarta-feira, maio 22, 2024

Alerta URGENTE para quem possui CPF; Veja o que aconteceu

Veja mais

Devido ao risco de fraude financeira, fraude e outros crimes, não recomendamos a exposição de dados pessoais. Por exemplo, o CPF é um dos documentos que as pessoas precisam guardar. Sua sequência de 11 dígitos permite, entre outras coisas, o emprego do cartão, o cadastro no programa.

No entanto, apesar de entrar na lista de documentos que não devem ser divulgados, o CPF traz indícios de abertura do território onde o proprietário mora. Isso mesmo: certos detalhes entre os números de 11 dígitos (9 números e 2 verificadores) indicam onde os cidadãos fizeram o problema.

Devido ao risco de fraude financeira, fraude e outros crimes, não recomendamos a exposição de dados pessoais. Por exemplo, o CPF é um dos documentos que as pessoas precisam guardar. Sua sequência de 11 dígitos permite, entre outras coisas, o emprego do cartão, o cadastro no programa.

No entanto, apesar de entrar na lista de documentos que não devem ser divulgados, o CPF traz indícios de abertura do território onde o proprietário mora. Isso mesmo: certos detalhes entre os números de 11 dígitos (9 números e 2 verificadores) indicam onde os cidadãos fizeram o problema.

Saiba mais sobre o CPF

Como explicado acima, o CPF tem 11 dígitos, sendo 9 deles o número base e os últimos 2 dígitos são verificadores. A Receita Federal, que atualmente é dividida em 10 regiões físicas para fins administrativos, é o órgão regulador do cadastro.

Uma pessoa com acesso ao documento poderá descobrir onde o proprietário o emitiu analisando mais de perto o nono dígito (de 0 a 9) no número. Isso corresponde ao endereço fornecido no cadastro inicial realizado. Então confira os departamentos.

1 : Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins.
2 : Acre, Amapá, Amazonas, Pala, Rondônia e Roraima.
3: Ceará, Maranhão e Piauí.
4: Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.
5: Bahia e Sergipe;
6: Minas Gerais;
7: Espírito Santo e Rio de Janeiro.
8º: São Paulo;
9: Paraná e Santa Catarina;
0: Rio Grande do Sul.

Alterar o número do documento

De acordo com a Receita, o número do CPF não pode ser alterado, pois só pode ser emitido uma vez na vida. No entanto, em 2012, após a decisão do Tribunal Federal de Direito das Classes Unificadas (TNU), uma pessoa conseguiu cancelar o documento e alterar os números.

Fraudes foram constatadas, por isso a mudança foi autorizada a ocorrer. Por isso, naquele momento, os juízes consideraram importante preservar a dignidade da pessoa, uma vez que não havia lei que proibisse a emissão de novos documentos.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias