26.1 C
São Paulo
quarta-feira, maio 22, 2024

Atenção! Governo Federal emite COMUNICADO para quem está com o RG regular; Confira

Veja mais

Todos os anos, o governo federal brasileiro realiza uma campanha para lembrar os moradores do país sobre a importância de ter documentos pessoais e carteiras de identidade.
Imagem: Google

Todos os anos, o Governo Federal brasileiro realiza uma campanha para lembrar os moradores do país sobre a importância de ter documentos pessoais e carteiras de identidade. É somente por meio desses documentos que um brasileiro pode cumprir plenamente sua cidadania. Assim, você pode ter acesso a cuidados médicos, exercer seu direito de voto e até mesmo se matricular em uma instituição de ensino.

O documento mais famoso no Brasil é o Registro Geral (RG). Com a mudança no funcionamento do RG, os brasileiros precisam prestar mais atenção do que nunca. Confira todos os detalhes sobre o novo RG no texto abaixo e confira a mensagem para quem já está em dia com a documentação.

Saiba como funciona o novo RG 

Todos já devem saber como funciona o registro geral tradicional. Trata-se de uma carteira de identidade, que tem um número único para cada cidadão brasileiro que emitiu o documento. No registro geral há fotos de 3×4 modelos do proprietário. Além disso, o RG tem as impressões digitais do portador, bem como informações sobre seu local de nascimento, piedade filial e data de nascimento. A partir deles, as autoridades podem encontrar mais facilmente informações sobre um determinado cidadão brasileiro.

Mas essas características estão prestes a sofrer algumas mudanças. Isso porque, no ano passado, o governo federal aprovou a criação de um novo documento, a Carteira Nacional de Identidade (CIN). Comumente conhecido como o novo RG, este documento tem vários pontos que o tornam diferente do “documento pai” anterior.

Primeiramente, a CIN deve adotar o número do CPF como principal elemento identificador de todo o território nacional. Fora isso, informações como paternidade, local de nascimento e data de nascimento permanecem. Além disso, o dono do documento pode decidir se inclui informações médicas no documento, como tipo sanguíneo e preferências de doação de órgãos.

Confira a declaração para quem já tem o novo RG Regular

De antemão, é importante ressaltar que, por enquanto, o uso do novo RG ainda não é obrigatório em todo o Brasil. No entanto, sua emissão já foi realizada com sucesso em todo o Brasil. De acordo com o Ministério de Gestão e Inovação de Serviços Públicos (MGI), mais de 100 mil brasileiros já possuem carteira de identidade nacional.

Recentemente, o governo federal emitiu uma importante declaração aos cidadãos brasileiros que já obtiveram novos documentos e usam sua situação com total regularidade.

Isso porque as pessoas que já possuem o documento podem modificá-lo conforme a necessidade. O Ministério dos Direitos Humanos anunciou no mês passado, durante o Mês do Orgulho LGBTQIA+, que retiraria o campo “sexo” do novo RG.

Dessa forma, os brasileiros que não reconhecem o sistema binário de gênero podem garantir mais cidadania, respeito e segurança por meio de mudanças em seus documentos. Mais informações sobre o CIN podem ser acessadas no Portal Gob.br (curtlink.com/hwD4Qh4).

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias