17.4 C
São Paulo
terça-feira, maio 21, 2024

Atenção! Confira nova isenção disponível no Programa Minha Casa, Minha Vida. Veja se você vai ser beneficiado

Veja mais

O Minha Casa Minha Vida é considerado um dos principais programas habitacionais do país. Como o nome sugere, é uma ajuda do governo que permite que as pessoas acessem seus imóveis. Neste ano, a Secretaria das Cidades editou uma portaria que aplica o acesso à habitação popular no país e garante isenções de parcelamento para determinados públicos.

Vale destacar que o Minha Casa Minha Vida possui três faixas de renda: Em 2023, o governo federal anunciou diversas mudanças no programa. A Caixa Econômica Federal é responsável pela maior parte dos contratos do programa. Em segundo lugar, os interessados precisarão adquirir o imóvel por meio de uma empresa estatal. Continue lendo este artigo para descobrir quem pode ficar isento de parcelas para programas habitacionais.

Minha Casa Minha Vida: Esses brasileiros não precisam mais pagar parcelas

Antes de mais nada, é importante esclarecer que o Minha Casa Minha Vida é um programa criado para ampliar o acesso à moradia no país. Existem três categorias de renda: A faixa 1 atende brasileiros que recebem até R$ 2640 (líquidos) por mês. Já a faixa 2 é destinada a famílias com renda mensal líquida de até 4 mil reais. Por fim, a faixa 3 é para quem recebe até R$ 8 mil.

Neste ano, os brasileiros que recebem BPC (Benefício de Oferta Contínua) do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e do Bolsa Família poderão ficar isentos do pagamento das parcelas do programa. No entanto, há algumas coisas a considerar. Há um limite para os benefícios.

O chip abrange contratos financiados pelo Fundo de Arrendamento Habitacional (FAR), Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) e Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). Ou seja, há restrições para obtenção de imóvel sem parcelamento do programa. Além disso, a família deve cumprir as regras do BPC ou do Bolsa Família.

Para receber as gorjetas, é preciso se cadastrar no CadÚnico (cadastro único para programas sociais do Governo Federal). Vale ressaltar que também é necessário atender aos critérios de cada programa. Ou seja, o Bolsa Família é destinado a quem recebe até R$ 218 como renda familiar mensal por pessoa.

Por outro lado, o Governo paga BPC a idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência (deficientes) e recebe até um quarto do salário mínimo como renda mensal por pessoa. O acesso ao Minha Casa Minha Vida é gratuito e está sujeito à disponibilidade do Governo.

Governo quer ampliar programa habitacional para classe média

Segundo o governo federal, o Minha Casa Minha Vida é expansível. O presidente Lula (PT) pretende criar um novo patamar de renda para rendimentos de até 12 mil reais por mês. Até o momento, essa proposta ainda não foi formalmente apresentada. Portanto, não há como saber quando uma nova faixa será criada.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias