26.1 C
São Paulo
quarta-feira, maio 22, 2024

COMEÇOU! Programa Bolsa Família inicia desbloqueio das famílias unipessoais; Confira detalhes

Veja mais

Nos próximos dias, as famílias solteiras devem ficar atentas ao pedido do Bolsa Família. Isso porque o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) divulgou que os beneficiários que atualizassem seus dados cadastrais seriam desbloqueados para pagamentos entre junho e julho.
Imagem: Google

Nos próximos dias, as famílias solteiras devem ficar atentas ao pedido do Bolsa Família. Isso porque o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) divulgou que os beneficiários que atualizassem seus dados cadastrais seriam desbloqueados para pagamentos entre Junho e Julho.

Essa medida de bloqueio do Bolsa Família faz parte do processo de qualificação cadastral que visa aprimorar a base de dados. A ministra Simone Tebet disse que esse procedimento minucioso no cadastramento economizaria ao governo cerca de R$ 7 bilhões. Por isso, desde março, o MDS bloqueou os benefícios de alguns beneficiários com inconsistências nas informações prestadas, tanto em relação à renda da família quanto de seus membros.

Averiguação Unipessoal: Como funciona e seus impactos no Bolsa Família

A pesquisa pessoal é um processo importante no âmbito do Bolsa Família, com impacto considerável nos beneficiários. Em abril, cerca de 1,2 milhão de brasileiros tiveram o benefício bloqueado por esse procedimento.

As famílias solteiras que participaram do programa entre agosto e dezembro de 2022 foram convocadas para atualizar seus dados presencialmente.

O Governo suspeita que muitos desses beneficiários recebam o auxílio de forma irregular, inclusive duplicados. Isso acontece quando membros da família, que já foram beneficiados, começam a receber um Bolsa Família de R$ 600, como se morassem sozinhos.

A intenção do governo de rever o Cadastro Unitário (CadÚnico) é, como disse o ministro, não só economizar, mas também identificar aqueles que estão no cadastro sem ter direito ao benefício, principalmente os solteiros que trabalham e muitas vezes dependem informalmente para se beneficiar.

Em Maio, um novo lockdown ocorreu, desta vez afetando 988 mil famílias solteiras. Além disso, o governo suspendeu os pagamentos aos 280 mil beneficiários que, junto com o Bolsa Família, também recebiam o seguro Defeso.

Além disso, 181.175 famílias tiveram seus pagamentos cancelados porque tiveram a renda ultrapassada os limites estabelecidos no programa. Essas medidas afetaram diretamente 1,2 milhão de famílias e limitaram o acesso à assistência.

Desbloqueio do Bolsa Família: Recuperação do benefício e pagamentos retroativos

No processo de apreciação do cadastramento do Bolsa Família, muitas famílias verdadeiramente solteiras foram afetadas, e os benefícios foram suspensos na data prevista. No entanto, o Ministério do Desenvolvimento Social estabeleceu um prazo até 16 de junho para que os responsáveis procurem o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou o Setor de Cadastro Único (CadÚnico) para atualizar suas informações.

Dessa forma, as famílias que comprovarem sua conformidade com as regras estabelecidas poderão reativar o Bolsa Família, e também receberão parcelas retroativas que se referem ao período de bloqueio.

A primeira fase de desbloqueio foi para beneficiários que realizaram atualizações do CadÚnico entre 11 de março e 14 de abril. O grupo recebeu o dobro de lucros durante o calendário de pagamento do Bolsa Família, em maio. Portanto, como a família foi ajustando a pendência, as parcelas retroativas de abril, maio e junho foram depositadas no dia 3 de Julho.

Confirmação do recebimento retroativo do Bolsa Família

Para conferir se você vai receber uma retrospectiva do Bolsa Família, é importante acompanhar as informações fornecidas pelo governo no extrato de pagamento do aplicativo Bolsa Família, no aplicativo Caixa Tem e no portal do cidadão.

O processo de investigação unipessoal tem três etapas: notificação aos beneficiários.

  1. Primeira convocação,
  2. Bloquear o benefício;
  3. Cancelamento se o familiar não tiver dado explicações.

Portanto, após receber uma ligação, a família tem um prazo de 60 dias para atualizar os dados cadastrais. Uma vez processado, o pagamento será desbloqueado se o beneficiário permanecer elegível para o programa.

No entanto, caso o prazo estipulado não seja cumprido, o beneficiário será notificado sobre o cancelamento do benefício. Por isso, é imprescindível ficar atento às comunicações oficiais e observar os prazos estabelecidos para a renovação do cadastro.

Pagamento dos benefícios em julho

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) anunciou o calendário de pagamento do Bolsa Família para julho. É uma boa notícia para a família do beneficiário, e você pode descobrir a data em que a parcela pode ser retirada. De acordo com o MDS, todas as famílias que renovarem o cadastro até o dia 17 de junho receberão os benefícios no calendário de julho.

Por favor, verifique a data de pagamento de acordo com o NIS do destinatário abaixo.

  • NIS final 1 – data de pagamento 18 de julho;
  • 2 – pagamento 19 de julho;
  • 3 – pagamento 20 de julho;
  • 4 – pagamento 21 de julho;
  • 5 – pagamento 24 de julho;
  • 6 – pagamento 25 de julho;
  • 7 – pagamento 26 de julho;
  • 8 – pagamento 27 de julho;
  • 9 – pagamento 28 de julho;
  • 0 – pagamento 31 de julho.

Essas datas são essenciais para que os beneficiários do Bolsa Família possam planejar e organizar suas finanças. Por fim, é importante lembrar que o valor estará disponível para saque de acordo com o último dígito do NIS (Número de Identificação Social). Por isso, é essencial seguir o calendário, comparecer aos locais designados e receber os benefícios dentro do prazo estabelecido.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias