20 C
São Paulo
terça-feira, maio 21, 2024

Mudança no IPVA! Alerta emitido deixa os motoristas surpresos. Veja

Veja mais

O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é um imposto estadual que é cobrado de acordo com o valor médio do veículo, fornecido pela tabela FIPE (Instituto de Economia das Fundações).
Imagem: Google

O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é um imposto estadual que é cobrado de acordo com o valor médio do veículo, fornecido pela tabela FIPE (Instituto de Economia das Fundações). Isso significa que as alíquotas de recolhimento do IPTU variam de estado para estado e variam de 1% a 4%. Ou seja, pagar impostos sempre foi fácil. No entanto, o IPTU muda, e os motoristas devem ficar atentos.

Essa mudança inclui tanto um aumento na carga de alguns veículos quanto uma diminuição na carga de outros. Além disso, os veículos que eram isentos agora estarão em conformidade com o IPVA. Para saber e entender tudo sobre as mudanças, confira o texto completo.

Como ocorre a cobrança do IPVA?

Primeiramente, é preciso entender como é feita a atual cobrança do IPTU e como funciona esse imposto. O IPVA é um imposto que incide sobre veículos automotores, como carros, motos e ônibus. Dessa forma, quem tem um desses veículos sabe que é hora de pagar o IPVA todo início de ano e seu valor depende do estado e do modelo do veículo.

Atualmente, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os estados mais caros para pagar IPTU. Nesses locais, o imposto é igual a 4% do valor de mercado do veículo fornecido pela tabela do FIPE (Instituto de Pesquisa Econômica Fundamental). Por exemplo, o dono do Porsche 918 Spyder 2015 pagou R$ 560.583,00 de IPVA em 2023. Ou seja, o valor do imposto para algumas pessoas físicas é realmente proibitivo.

No entanto, para facilitar a visualização, alguns estados permitem que o valor do IPTU seja dividido. Alternativamente, você pode pagar à vista a um preço com desconto. O dinheiro arrecadado é usado de diferentes formas, dependendo do estado. Parte será distribuída aos municípios, e a outra será reinvestida em estradas, medidas sustentáveis, etc.

O IPVA mudou, o que acontece agora?

O não pagamento ou o pagamento incorreto desse imposto pode ter consequências graves, por isso, os proprietários de veículos devem ficar atentos às mudanças na arrecadação do IPVA. Atualmente, o IPVA mudou, e isso se deve à reforma tributária aprovada recentemente.

Em suma, essa mudança visa promover o uso de veículos menos poluentes. Assim, veículos híbridos, elétricos e a biodiesel, biogás e etanol são beneficiados com reduções ou isenções de IPTU. Dessa forma, o governo planeja estimular a transição para veículos mais sustentáveis.

Além disso, os veículos movidos a gasolina e diesel sofrerão com o aumento do IPVA. Com isso, o objetivo é desestimular o uso de combustíveis mais poluídos. Dependendo do impacto ambiental causado, há uma cobrança progressiva de tributos.

Por fim, os veículos isentos passam a contribuir para o IPVA. Por exemplo, jatos, lanchas, iates, etc. Essa atitude permite que o IPVA tenha uma arrecadação maior e um valor que possa ser reinvestido em medidas sustentáveis e de proteção ambiental.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias