28.7 C
São Paulo
quarta-feira, maio 22, 2024

Presidente Lula passará por cirurgia para tratar doença crônica; Veja mais detalhes

Veja mais

O presidente Lula convive com uma doença crônica há anos. No entanto, nos últimos meses, o tratamento mais conservador (com medicamentos) não funcionou.
Imagem: Google

O presidente Lula convive com uma doença crônica há anos. No entanto, nos últimos meses, o tratamento mais conservador (com medicamentos) não funcionou. Atualmente, o presidente do país é obrigado a passar por uma cirurgia ainda este ano.

Lula lida com artrose há algum tempo, mas, no caso dele, afeta a região lombar do presidente. A artrose é caracterizada pelo desgaste da cartilagem que cobre a “cabeça” dos ossos. Assim, o contato dos ossos na articulação causa infecção crônica e muita dor.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 15 milhões de brasileiros sofrem com esse problema, responsável por entre 30% e 40% dos tratamentos de reumatismo realizados no Brasil.

Lula precisa ser operado de artrose em outubro

Ontem (23), o presidente Lula foi ao Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para reduzir a dor, injetando um anestésico diretamente na articulação do quadril, ou seja, uma articulação com artrose.

De acordo com a reportagem de O Globo, Lula precisará passar por uma cirurgia para resolver seus problemas de doença. Como não é urgente, a previsão é que ocorra apenas em outubro deste ano. No entanto, Lula ainda define o dia da operação.

Ainda não se sabe se, durante a operação presidencial, os médicos removerão apenas a cartilagem problemática ou se será necessário implantar uma prótese na articulação do quadril do paciente.

Riscos da cirurgia

Assim como qualquer cirurgia, a cirurgia de quadril em caso de artrose também traz riscos. Por isso, quando Lula opera, ele deve estar atento a algumas complicações que podem surgir.

Entre os possíveis problemas está a inflamação do sítio cirúrgico. Tanto a superfície do osso quanto a área ao redor da prótese podem sofrer com essa complicação. Além disso, a formação de coágulos sanguíneos é possível.

Nesse caso, o coágulo sanguíneo pode viajar pela corrente sanguínea e causar problemas maiores, como ataques cardíacos e derrames.

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias