17.4 C
São Paulo
sexta-feira, junho 14, 2024

Veja o que há de diferente nos “Semáforos inteligentes” que chegaram ao país.

Veja mais

Os motoristas de São Paulo devem ter notado uma placa um pouco diferente ao lado dos semáforos.
Imagem: Google

Os motoristas de São Paulo devem ter notado uma placa um pouco diferente ao lado dos semáforos. Placas com a frase “semáforos de modernização” podem ser vistas em diversos cruzamentos da cidade de São Paulo, por exemplo, na Rua Pompeia, na Zona Oeste.

Leia mais: Serasa Score: Perfil do consumidor passa a incluir dados de conta bancária

Mas afinal, o que significa esse aviso? Entenda um pouco mais sobre a modernização da sinalização de trânsito.

Semáforos “inteligentes”

Nos últimos anos, São Paulo tem sofrido com quedas de energia na rede de sinalização devido a cabos elétricos de cobre quebrados ou roubados. A concessionária Ilumina SP decidiu acelerar a modernização dos equipamentos, substituir os antigos por novos e implementar eletrodomésticos “inteligentes”.

Os semáforos podem ser gerenciados remotamente e ajustar o fluxo à medida que o tráfego progride, o que pode reduzir a incidência de engarrafamentos. O objetivo deste mecanismo é melhorar a liquidez e a gestão do tráfego.

Reguladores preveem a instalação de novos equipamentos em toda a zona de rodízio de São Paulo. Ainda não há detalhes técnicos sobre o novo sistema.

Contrato bilionário

A operação para ativar os semáforos da capital começou no ano passado, logo após a assinatura de um contrato de concessão de 17 anos para a realização desses serviços. A prefeitura de São Paulo informa que o contrato vinculado ao semáforo tem duração de 60 meses e custa 1,12 bilhão de reais.

A SP Regula (Agência Reguladora de Serviços Públicos da Cidade de São Paulo) é responsável pela gestão dos contratos, em cooperação com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Veja Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas Notícias