Banco do Brasil está oferecendo linha de financiamento para carros elétricos e híbridos.


O Banco do Brasil começou a financiar carros elétricos e híbridos no país para promover a sustentabilidade e apoiar a Semana Mundial do Meio Ambiente.


Para incentivar a compra de carros elétricos no país, o Banco do Brasil anunciou uma redução de até 0,5% nas taxas de financiamento de carros elétricos e híbridos, com até dois anos de fabricação ou novos. A iniciativa tem como foco a aquisição de veículos de energia limpa que não emitem poluentes, além de contribuir para a expansão do portfólio de negócios sustentáveis do Banco do Brasil, que já ultrapassa R$ 289 bilhões em saldo. Com uma expansão de 10,8% em um ano, o montante equivale a quase um terço de toda a carteira de crédito do BB.


Limite de crédito pode ser dividido em até 60 meses


As taxas mínimas de financiamento de carros elétricos e híbridos a partir do BB são de 1,09%. Até 100% do valor do veículo podem ser financiados, em parcelas de 2 a 60 meses, com prazo de carência de até 180 dias para pagar a primeira parcela.


De acordo com a diretora de empréstimos Daniela Avilar, a iniciativa faz parte de uma nova fase dos negócios do Banco do Brasil no mercado de finanças automotivas, que valoriza outras ações e melhorias este ano.



Declaração


É importante ressaltar que os veículos elétricos e híbridos são uma forma de apoiar medidas globais de sustentabilidade e consumo de energia renovável, com baixa ou nenhuma dependência de combustíveis fósseis, sem exposição a aumentos recorrentes nos preços dos combustíveis, bem como uma isenção total ou parcial do IPVA em muitos estados.


O financiamento de veículos elétricos e híbridos está em consonância com a estratégia de negócios da BDB, plano de sustentabilidade, Agenda 30 e os 10 compromissos de sustentabilidade de longo prazo do Banco, bem como em apoio ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no último domingo, 5.


Banco do Brasil procura ser a instituição mais sustentável do mundo


Para o vice-presidente de Assuntos Governamentais e Sustentabilidade Corporativa da BME, Barreto Junior, a Fundação busca ser um dos bancos mais sustentáveis do mundo, mas suas operações estão cada vez mais focadas em ajudar seus clientes, comunidade e parceiros a focar em sustentabilidade.


Sua promoção do financiamento de veículos elétricos e híbridos, que não emitem grandes proporções de gases de efeito estufa, contribui para a geração de uma economia verde de baixo carbono e reforça seu compromisso com o desenvolvimento sustentável do país.


Segundo estimativas da Associação Brasileira de Carros Elétricos, ABVE, até o final de julho, o mercado brasileiro deve atingir uma frota de 100 mil carros elétricos. A ABVE também ressalta que, atualmente, o setor de carros elétricos já conta com mais de 90 mil unidades.


Somente no mês passado, o setor registrou mais de 3.300 placas de carros elétricos leves no Brasil, retomando a curva ascendente no início do ano e recuperando parte da queda de abril em relação ao mês anterior.


Outras financeiras também se concentram na sustentabilidade


Além de financiar carros elétricos do BB, o Itaú desenvolveu o projeto VEC, um serviço de aluguel de carros elétricos compartilhados para incentivar seu uso.


O projeto será aberto pela primeira vez às empresas ainda este ano, e o público em geral só poderá acessá-lo no próximo ano.

 

Existem atualmente muitas formas de mobilidade e muitas pessoas não compram veículos para economizar combustível e impostos, por isso o projeto Itaú pode ser um grande benefício tanto para as pessoas quanto para o meio ambiente.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem