Conheça os benefícios do INSS que você pode obter em caso de doença




Um trabalhador que trabalha no Regime de Normatização do Direito do Trabalho (CLT) pode acessar a proteção quando precisar. Isso significa que, quando adoecer, o cidadão pode receber subsídios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). No entanto, alguns requisitos devem ser cumpridos.


Conheça os benefícios do INSS que você pode obter em caso de doença


Os benefícios do INSS são garantidos para quem é contribuinte previdenciário. Aqueles que trabalham com cadastro na carteira são automaticamente incluídos no sistema, pois parte de seus salários são destinados a contribuir. O outro pode ser um contribuinte individual.


Independentemente da situação, através da existência de título previdenciário segurado, o cidadão garante acesso ao pagamento do benefício. Entre eles, os salários daqueles que faltam ao trabalho devido a determinadas doenças permanentes ou deficiências.


Em alguns casos, inclusive, o período de carência é reduzido ou contemplado devido à doença. Mesmo no período de carência o pagamento pode ser feito.


O período de carência para o INSS é quando o cidadão deixa de contribuir, mas volta a efetuar pagamentos no prazo de doze meses, ou seja, um ano. Se você precisar de algum benefício do INSS neste período, você pode pensar sobre isso.


Há pelo menos três benefícios do INSS pagos quando um cidadão se mostra doente. Ser:


Outro salário emitido pelo Instituto, que não é a previdência social, mas a assistência, é o benefício de prestação continuada. Além das pessoas mais velhas com mais de 65 anos e pessoas de baixa renda, as pessoas com alguma deficiência também têm direito a pagar.


Nesse caso, não é necessário contribuir com o INSS para a obtenção do benefício. Independentemente da idade, desde que prove que a renda máxima é metade do salário mínimo per capita, e o déficit que os impede de trabalhar, o cidadão tem direito a pagar até um salário mínimo.


Auxílio à doença


O auxílio-doença é um pagamento a partir do 15º dia para separar o trabalhador de seus serviços. Antes disso, a própria empresa deve arcar com o salário de um funcionário remoto.


Para mostrar que você precisa pagar, você precisa provar que está doente por experiência médica. A experiência é definida no portal Meu INSS, ou no call center 135.


É necessária uma contribuição de 12 meses, com exceção da doença adquirida por causa do trabalho em si. A renovação do benefício pode ser solicitada por meio de nova perícia médica.


Auxílio-acidente


Ao contrário do auxílio-doença, no caso de auxílio-acidente, o pagamento pode ser vitalício. Isso porque representa algum tipo de compensação paga ao trabalhador que foi ferido e perdeu sua capacidade de realizar um determinado trabalho.


Por exemplo, se o pintor perde a coordenação manual devido a anos de serviço, ele tem direito a assistência em acidentes. No entanto, você pode voltar ao mercado de trabalho se quiser, mas realizar outro trabalho.


É necessário provar o obstáculo através da perícia médica. O aplicativo do INSS ocorre no meu portal do INSS ou call center 135.


Aposentadoria por invalidez


O pagamento do auxílio-doença poderia ser convertido em aposentadoria por invalidez, por exemplo. É quando a doença adquirida pelo cidadão o impede de voltar ao trabalho. 


Neste caso, há um período de carência de 12 meses para contribuir com a Previdência Social. A necessidade de provar o obstáculo através da perícia médica.


A cada dois anos o segurado é convocado a reavaliar sua condição, e se o médico especialista julgar necessário, o trabalhador pode retornar ao mercado de trabalho. Assim você vai parar de receber o seu dinheiro.


A exceção é a pedido de mais de 60 anos, e aqueles que foram infectados pelo HIV. Caso não concorde com a avaliação do perito, o cidadão terá que tomar providências legais solicitando uma revisão do seu caso pelo INSS.


Todos os benefícios do INSS pagos por doença cidadã devem ser respondidos no prazo de 45 dias a partir da data da inscrição. Outros pagamentos têm uma duração maior, não menos que 90 dias

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem